Os aeroportos Brasil afora não têm sido locais de paz e tranquilidade para os políticos brasileiros. Desta vez, o #Senador Lindbergh Faria (PT-RJ) foi hostilizado por uma mulher. Os xingamentos teriam acontecido na última terça-feira (27), foram gravados e o vídeo viralizou nas redes sociais.

Xingamentos

O vídeo tem exatos 30 segundos e mostra uma mulher, branca, cabelos claros, se aproximando de #Lindbergh Farias, que está sentado segurando o que parecem ser revistas e ao lado está a mochila do senador.

“Olha quem está aqui”, diz a mulher, apontando para Lindbergh. “Um petista ladrão. Sabe o que o senhor faz para poder se limpar, meu filho, queimar seus pecados”, continua a mulher.

Publicidade
Publicidade

“Me respeita, minha senhora”, diz o senador.

A mulher prossegue. “Minha senhora não. Doa todo seu dinheiro para os pobres”, afirma a mulher. “A senhora é louca?”, pergunta, incomodado. “Lindebergh petista. Olha o ladrão aqui, gente!”, esbraveja.

“Todo mundo concordando comigo”, diz a mulher. A cena chamou a atenção das poucas pessoas que estavam no local. Dá para ver ao fundo um faxineiro do aeroporto e pessoas que estão sentadas em outras cadeiras olhando sem entender muita coisa.

Em determinado momento, a mulher que xinga Lindbergh diz que as imagens vão para o Facebook, mas não se sabe se o homem que filmou tudo era alguém que estava passando pelo local ou estava com a senhora que xinga o senador.

No final do vídeo, quem está filmando comenta “não se pode nem andar em paz”.

Linderbegh Farias

Senador da República pelo Partido dos Trabalhadores (PT), ele começou a carreira política bem antes de ingressas no PT, em 2001.

Publicidade

No início da década de 1990, Lindebergh era presidente da União Nacional dos Estudantes e foi um dos líderes do movimento chamado de “caras-pintadas”, que pedia o impeachment do presidente Fernando Collor.

Antes de chegar ao Senado, Linderberh foi prefeito de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, entre 2005 e 2010 – saiu no meio do segundo mandato para se candidatar ao cargo de senador. Entre 1995 e 2004, foi deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Atualmente, o senador foi condenado por improbidade administrativa pela segunda vez no período de uma semana. A sentença proferida pelo juiz

Gustavo Quintanilha Telles de Menezes, da 7ª Vara Cível de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, determina que Linderbergh pague multa e tenha seus direitos políticos cassados por cinco anos.

#Política