Diariamente, notícias falsas são divulgadas como verdades sobre os mais diversos assuntos e com os mais diversos intuitos - publicidade, fama, humor, entre outros. Mas parece que, quando se trata do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), estas se espalham com tamanha velocidade e empenho que, para muitos, tornam-se realmente verdades. Mas de onde vieram essas notícias? Aqui, veremos três #boatos espalhados como verdades sobre Jair #bolsonaro.

1- Se for presidente, planeja transferir todos os cursos da área de humanas para o EaD

EaD é a sigla para Ensino a Distância, modalidade de cursos - inclusive os de ensino superior - que vem crescendo no Brasil e no mundo pela flexibilidade de horários e facilidade em se adquirir um diploma enquanto se trabalha, algo que até algum tempo atrás era um privilégio.

Publicidade
Publicidade

No dia 20 de março do ano passado, surgiu nas redes sociais a notícia de que Jair Bolsonaro teria vontade de tornar todos os cursos da área de humanas das universidades federais - ou seja, cursos como História, Filosofia, Antropologia, Ciências Sociais e outros - para a plataforma EaD. Segundo a falsa notícia, Bolsonaro teria alegado que os cursos de humanas são um desperdício de recursos e investimentos que poderiam ser aplicados em "ciências úteis" - como a física, matemática e informática. A busca de fontes para tal afirmação leva a um site de humor que foi, até onde se encontra, o primeiro veículo a divulgar a falsa notícia. O Diário Pernambucano, embora muito confundindo por um site de notícias, tem o intuito de criar notícias fictícias para fins de humor. Em conclusão, a notícia nada mais foi do que uma brincadeira de um site de humor que tomou proporções surpreendentes.

Publicidade

2- Em 25 anos como parlamentar, não fez nenhuma proposta ou projeto

Este boato pode ser facilmente verificado no site da Câmara. Basta uma pesquisa pelo nome do deputado para encontrar uma lista extensa de projetos de lei e outras proposições feitas pelo mesmo. Especificamente, a lista conta com 623 itens até o momento. Dentre os mais recentes projetos de sua autoria, foram aprovados a emenda do voto impresso - que entrará em vigor nas eleições de 2018 - e o projeto de lei 4510/2016, que libera a substância fosfoetanolamina para o tratamento de câncer.

3- É corrupto, pois foi citado na lista de Furnas

Este é um boato que afetou não apenas Bolsonaro, mas também muitos outros políticos, sendo a maioria filiada ao PSDB. A Lista de Furnas que continha o nome de Jair Bolsonaro e outros 155 políticos e relações dos mesmos com doações de caixa 2 existiu, porém, perícia e análise da Polícia Federal afirmam que a mesma é falsa.

Seu autor seria o lobista Nilton Antônio Monteiro, preso em 2011, dois anos após a criação da lista, que continha nomes como José Serra e Aécio Neves.

Publicidade

A intenção da criação desta lista seria extorquir aqueles que tiveram seus nomes citados, fazendo ameaças com recibos que teriam sido assinados pelos próprios políticos ou por seus prepostos. O falsário está preso atualmente no Complexo Penitenciário Nelson Hungria.

4- Acredita que mulheres devam receber menos porque engravidam

Essa é repetida exaustivamente em todo programa de TV em que o parlamentar participa e ainda é "transformada em verdade" por algumas páginas criadas para apoiar alguns de seus opositores ideológicos mais notáveis, como esse página sobre o Lula logo abaixo, por exemplo:

O boato surgiu de uma notícia distorcida com base em uma entrevista dada ao jornal Zero Hora pelo parlamentar. Nele, Bolsonaro falava da visão dos empresários que pagam menos para mulheres ou que nem as contratam, além de citar a influência dos encargos trabalhistas nessas escolhas.Em nenhum momento a opinião do parlamentar foi exposta mas, ainda assim, a notícia se propagou e continua se propagando pela Internet. Em entrevista dada ao João Kleber, Bolsonaro explicou a situação mais uma vez e deixou claro que, para ele, não há qualquer diferença entre homens e mulheres, que o importante é competência. Assista:

#Família Bolsonaro