O fatídico voo que levava o ministro do Supremo Tribunal Federal, #Teori Zavascki, já é alvo de análise do conteúdo dos áudios que foram captados entre o piloto do avião e outros pilotos que sobrevoavam a região do trágico acidente. A recuperação do gravador de áudio, possibilitando a análise de possíveis conversas, é fundamental para o desdobramento das investigações sobre os reais motivos que acarretaram a queda da aeronave na costa de Paraty, no litoral do estado do Rio de Janeiro. Segundo os registros até agora disponibilizados, da cabine do avião King Air teria permitido a captação de áudios que se referem ao piloto Osmar Rodrigues. A Aeronáutica confirmou que seus peritos conseguiram analisar o material de gravação arquivado no gravador de voz da cabine na noite desta segunda-feira (23).

Publicidade
Publicidade

As análises sobre o áudio captado com a voz do piloto do avião que levava o ministro Teori, ainda são considerados de conteúdo preliminar. Ainda não se pode saber o que causou o acidente, já que o trabalho ainda não foi concluído e além disso, o conteúdo total da gravação não foi divulgado, levando-se em conta que a Justiça Federal decretou sigilo sobre toda essa investigação. Segundo peritos, o áudio grava os últimos trinta minutos de conversa na cabine do avião antes da queda em alto mar. O equipamento de gravação, chamado de CVR, está sob análise em Brasília, sob os cuidados do Labdata (Laboratório de Análise e Leitura de Dados de Gravadores de Voo), que faz parte do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Dados divulgados

De acordo com o trabalho da perícia, até o momento, não teri sido constatado problemas no avião, antes da queda em Paraty (RJ).

Publicidade

Os peritos denotam que no áudio, o piloto Osmar Rodrigues afirma que iria esperar a chuva diminuir, antes de realizar o pouso da aeronave.Pouco tempo após aquele momento, a gravação do áudio teria sido interrompida, segundo as análises da perícia. O teor da gravação, sinaliza,de modo preliminar, que o piloto poderia ter perdido o controle do avião e se chocado contra a água. Entretanto, o áudio não explica se foi isso que realmente aconteceu, já que há outros fatores que precisam ser apurados para que o motivo da queda esteja esclarecido. Além disso, a Polícia Federal abriu um inquérito mais amplo e apura, principalmente, se houve alguma ação criminosa que tenha possibilitado a queda do avião que levava o ministro relator da Lava-Jato na mais alta Corte, além de mais quatro pessoas que também faleceram na tragédia. #Acidente aéreo #Lava Jato