Com a deflagração da Operação Eficiência, da Polícia Federal, um braço da Operação Lava-Jato, a prisão do empresário, antes bilionário, Eike Batista, na manhã desta manhã no Rio de Janeiro, pôde alavancar o aprofundamento das investigações de #Corrupção, que também podem envolver diretamente o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral. Cabral também encontra-se preso. O empresário, ainda durante a noite passada, no aeroporto JFK, de Nova Iorque, nos Estados Unidos, se preparava para retornar ao Brasil. O empresário foi questionado por uma equipe do programa Fantástico, da Rede Globo, ainda no saguão do aeroporto norte-americano. A equipe de reportagem indagou o empresário se ele teria algum tipo de receio em seu retorno ao Brasil.

Publicidade
Publicidade

O mesmo demonstrou tranquilidade e afirmou que "não tinha qualquer receio e que se se encontrava à disposição da Justiça, como um brasileiro que está cumprindo o seu dever", ressaltou Batista. A prisão do empresário Eike Batista foi decretada pelo juiz federal Marcelo Bretas, da Sétima Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro. O empresário foi perguntado ainda, se teria cometido erros, ele rebateu afirmando que não acredita ter cometido erros. Segundo ele, "se erros foram cometidos, tem que se pagar pelos erros que fez, né?", indagou.

Frase enigmática

O empresário Eike Batista, ainda durante a abordagem da equipe de reportagem, fez uma declaração elogiosa à Operação Lava-Jato. Segundo o empresário, "a Lava-Jato está passando o Brasil a limpo de um modo fantástico, já que o Brasil está nascendo e agora vai ser diferente, né?", disse surpreso o empresário.

Publicidade

Eike ainda concluiu seu pensamento: "Por que você vai pedir suas licenças para as obras, vai passar por todos os procedimentos normais e transparentes, e se você for melhor, você ganhou e acabou a história, né?". Ao chegar ao Rio, na manhã desta segunda-feira (30), passou por uma triagem, fez exame de corpo de delito e deverá ficar preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangú, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. Eike já se encontra detido, de cabeça raspada e deverá ficar em cela com a capacidade para até seis presos, sem que haja domínio de nenhuma facção criminosa. #SérgioMoro #Lava Jato