Mesmo faltando mais de um ano para as eleições presidenciais de 2018, alguns nomes que já concorreram à presidência da República em ocasiões anteriores, como é o caso de Marina Silva, Geraldo Alckmin, José Serra, Aécio Neves e #Lula, prometem se candidatar mais uma vez em 2018. Outros nomes como Ciro Gomes e #bolsonaro, também circulam como candidatos presidenciáveis em 2018.

Com a criação da operação Lava Jato em 2014, que é comandada pela Polícia Federal, os escândalos políticos estão cada vez mais aparentes. Com o andamento da operação, constantemente aparecem novos nomes da política brasileira em suas investigações.

O ex-presidente Lula é o que mais está comprometido com a Justiça.

Publicidade
Publicidade

O ex-presidente é réu em três processos na Operação Lava Jato e, além disso, conta com diversas denúncias contra ele.

Derrotado nas eleições de 2014, Aécio Neves foi citado pelo ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Claudio Melo Filho. Foi dito que o senador recebeu 15 milhões de reais da empresa.

Também delatado pela Odebrecht, o atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu dinheiro para caixa dois nas duas últimas eleições para governador do estado de São Paulo.

José Serra, que atualmente compõe o governo Michel Temer, como ministro das Relações Exteriores do Brasil, foi acusado de ter recebido R$ 23 milhões de caixa dois também da Odebrecht.

O candidato do PDT, Ciro Gomes, tem ação de improbidade administrativa aberta pelo Ministério Público Federal (MPF) quando era secretário de saúde do estado do Ceará.

Publicidade

Marina Silva também não fica de fora da lista dos futuros candidatos com nome envolvido em escândalos. Em junho do ano de 2016, a candidata foi acusada de ter recebido dinheiro de caixa dois na campanha para sua candidatura em 2010. A acusação foi feita pelo ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, em uma delação premiada. Marina diz não ter recebido dinheiro ilícito para campanha.

O único que nos resta no final de toda essa lista de políticos sob investigação, é o polêmico candidato do partido PSC, Jair Bolsonaro, que até hoje não foi citado em nenhum caso de corrupção. Atualmente atuando como deputado federal, o candidato possui grande popularidade nas redes sociais e já confirmou sua candidatura. #presidencia