No último domingo, dia 22, Jair #bolsonaro, deputado federal pelo PSC-RJ, postou um vídeo de 17 minutos contendo uma entrevista cedida para o Fino Trato.

Na entrevista, Bolsonaro falou sobre a reação do PT à sua popularidade, sobre projetos que beneficiariam presidiários, sobre o desejo pelo fim do estatuto do desarmamento, a importância da propriedade privada, a relação conturbada com o MST, a vitória de Donald Trump nos EUA e, principalmente, a grande #Polêmica que espalhou o seu nome e o nome de #Maria do Rosário para todo território nacional há mais de 10 anos atrás, quando o deputado foi acusado de incitação ao estupro, dizendo que a parlamentar "não merece ser estuprada".

Publicidade
Publicidade

No vídeo, Bolsonaro explica que a situação apenas se deu daquela forma porque Maria do Rosário o chamou de estuprador arbitrariamente enquanto discutiam sobre um caso de brutal violência da época onde Champinha, um menor de idade que assassinou uma jovem depois de estuprá-la por três dias e que era defendido por "ser uma criança", segundo as palavras de Maria do Rosário.

Na época, Bolsonaro levantou a bandeira da diminuição da maioridade penal, visando punir esse tipo de crime cometido por menores de idade. Segundo Bolsonaro, aquilo foi dito apenas para rebater. Assumiu que ambos estavam errados mas que a decisão de torná-lo réu por incitação ao estupro era equivocada, já que houve uma troca de ofensas, onde não teria o certo e o errado. Ainda na postagem, os principais comentários foram de total apoio ao deputado, abordando desde assuntos da campanha presidencial até os cuidados que o parlamentar deveria ter diante de tanta especulação sobre a morte de Teori Zavascki ser fruto de um atentado.

Publicidade

Você pode vê-los logo abaixo:

"Meu presidente, por favor, reforce a sua segurança, porque vivemos em um país onde o poder fala mais alto. Me preocupo com você, pois todos os que são ameaça pro governo acabam da mesma forma e você hoje é o candidato mais forte pra concorrer na Presidência da Republica. Estamos contigo. E, por favor, esteja sempre alerta... Grande abraço", disse Beto Gaspar.

"Por favor, faça uma campanha no norte e no nordeste! No sul, sudeste e centro nós fazemos por ti", disse Joao Sorio."Minas Gerais está com você, apoiamos essa mudança urgente que o nosso país precisa", disse Nihkolas Barros."Senhor Jair Bolsonaro, meu voto será seu, espero que o senhor ganhe e honre com muito carinho cada eleitor que votará em você. E que possa fazer nossa nação prospera. Abraços", disse Rafael Policarpo.

"Jair Messias Bolsonaro, estou orando para que Deus te guarde e te livre de todo e qualquer atentado, nós sabemos que quem ameaça o governo corrupto acaba virando queima de arquivo.

Publicidade

Que Deus te guarde e que 2018 você possa fazer a diferença no Brasil", disse Matheus Barrozo.

"Meu Presidente, comece a tratar de outros temas também relevantes para o país: economia, saúde, educação etc. São sempre as mesmas perguntas que te fazem, altere isso, pois só assim para expandir seus ideais e conquistar novos votos e subir a rampa em 01/01/2019", disse Juveny Junior.

A entrevista pode ser assistida na íntegra diretamente da página do deputado: