#Ronaldo Caiado, atualmente senador pelo DEM-GO, autorizou o deputado Federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) a iniciar os trabalhos para a candidatura de Caiado à presidência da República. Na volta do recesso, Onyx vai convocar uma reunião da Executiva Nacional e sair em busca de apoio.

Trata-se também de um investimento para Onyx Lorenzoni, o deputado pretende disputar o governo de seu estado, Rio Grande do Sul, portanto fica interessante uma futura troca de apoios.

Recentemente Ronaldo Caiado afirmou que o presidente Michel Temer não deveria ter receio diante da possibilidade de renunciar ao mandato e antecipar as eleições de #2018.

Publicidade
Publicidade

Ronaldo Caiado é formado em medicina, líder do Democratas no Senado Federal, e tem como boa parte do seu eleitorado pessoas do campo, não há relações do senador em esquemas de corrupção, algo que já pode ajuda-lo.

Numa pesquisa do Datafolha em que o senador apareceu como possível presidenciável, ele ficou atrás do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), com 9%, Ciro Gomes (PDT), com 5%, Michel Temer, com 4%, e empatado com Luciana Genro (PSOL), com 2%. Liderando a pesquisa encontra-se Lula (PT), com 25%, Marina Silva (REDE), com 15%, e Aécio Neves (PSDB), com 11%.

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) recentemente revelou que Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, estaria dividido entre apoiar Jair Bolsonaro ou Ronaldo Caiado na corrida presidencial de 2018. Há algumas semelhanças entre os dois congressistas: eles são os principais nomes para a presidência da República para os conservadores, ambos lutam contra políticas progressistas, porém, Ronaldo Caiado de forma mais moderada, não estando envolvido em tantas polêmicas.

Publicidade

Hoje, Caiado divulgou em uma rede social uma enquete sobre a reforma da previdência incluir também políticos e demonstrou ser favorável. "Não podemos exigir sacrifícios se não fizermos também. Sou a favor! Só assim a Reforma da Previdência pode avançar" disse o líder do Democratas no Senado.

O fato é que agora acabou a dúvida de seus admiradores se ele concorreria ao governo de Goiás ou à presidencial da República, temos de fato mais um nome na corrida para 2018. #presidencia