O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tem feito algumas declarações contra o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato. Cardozo diz que o juiz tem papel importante no combate à corrupção, mas suas decisões, as vezes, ultrapassam a legalidade.

De acordo com o ex-ministro, a conversa entre a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a nomeação do petista para o cargo de ministro no governo dela, não deveria ser divulgada, porque Dilma tinha o foro privilegiado. Cardozo acredita que tudo deveria ser encaminhado ao Supremo, em sigilo e se não houvesse nenhuma irregularidade nos diálogos, eles não poderiam ser passados para a imprensa.

Publicidade
Publicidade

Foram esses diálogos, divulgados por Moro, que determinaram o impeachment de Dilma, afirma Cardozo. "E uma total desconformidade com a legislação brasileira", disse o ex-ministro.

Ao analisar as palavras de Cardozo, a impressão que se tem é que a culpa da grande corrupção que envolveu os governos petistas, roubos na Petrobrás, lavagem de dinheiro e mentiras ao povo, são apenas porque Moro divulgou o diálogo.

ironia

O advogado de #Dilma Rousseff ironizou o fato de Moro ter estado sorrindo ao lado do senador Aécio Neves (PSDB-SP), em um evento. Segundo suas declarações, a lei vale para alguns, para outros é só sorrisos. Desse jeito as coisas tendem a ir mal, disse o ex-ministro.

Cardozo ainda desabafou dizendo que as decisões do juiz interferem nos processos políticos. Ele citou abusos de Moro nas investigações da Lava Jato, pois conforme pensamentos dele, existem muitas análises que saem fora da constitucionalidade.

Publicidade

"Eu defendo as investigações, mas elas têm que seguir a lei".

Michel Temer

O ex-ministro também comentou sobre o atual governo do presidente Michel Temer. Ele disse que é um grande desastre. Para ele, o governo Temer está lotado de corruptos e possui uma ideologia totalmente fora da chapa Dilma-Temer. "Quando Dilma quis nomear Lula para ministro todos ficaram revoltados, mas Temer colocou em seu ministério vários políticos com problemas na Justiça. Como se explica isso, questiona o ex-ministro?.

Cardozo não comentou em nenhum momento sobre a melhora que o Brasil teve, em alguns setores, após a saída de Dilma. #SérgioMoro #JoséEduardoCardozo