O Centrão irá participar da disputa do dia 2 de fevereiro que irá definir o novo presidente da Câmara dos Deputados com dois candidatos: Rogério Rosso (PSD-DF) e Jovair Arantes (PTB-GO). Composta por uma bancada de aproximadamente 200 parlamentares, distribuídos em 13 partidos, o Centrão imagina que é capaz de colocar pelo menos um dos seus candidatos no segundo turno contra Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Casa Legislativa e preferido de Michel Temer.

O plano do Centrão para garantir um de seus candidatos no 2º turno é simples: como Rodrigo Maia e André Figueiredo (PDT-CE) devem ser os únicos candidatos fora do Centrão a disputar a eleição, e por serem candidatos de ideologias e legendas completamente distintas, muitos deputados se encontram na dúvida em quem votar.

Publicidade
Publicidade

Com duas candidaturas lançadas, o leque de opções se abre para os parlamentares que estiverem em dúvida.

Por exemplo, o PR deve apoiar Rodrigo Maia, mas o líder da bancada, deputado Aelton Freitas (MG), declarou que está ciente que alguns parlamentares irão votar em Rosso e Arantes. O objetivo é dar o maior número de opções possível e retirar os votos necessários de Maia para se eleger no primeiro turno. #Dentro da política