Na tarde da última segunda-feira (30), o deputado federal Jair Bolsonaro publicou um vídeo em que ele dá uma entrevista para o apresentador Gilberto Barros, e o assunto em questão é o estatuto do #Desarmamento. Conhecido por sua personalidade forte e por ser bastante polêmico, o deputado federal se posicionou contra o desarmamento da população.

No começo da entrevista, Gilberto Barros pergunta para #bolsonaro se ele possui alguma arma de fogo, e o deputado responde: "Tenho duas por ser capitão do exército". Ainda sobre o assunto, o deputado se prolongou: "Você, dificilmente conseguiria a posse de uma arma para ter dentro da sua empresa ou da sua casa".

Publicidade
Publicidade

Depois disso, Bolsonaro comenta um dos motivos que faz ele ser contra o estatuto. "A questão do desarmamento é que, hoje em dia, além do marginal estar muito bem armado, você não tem paz nem dentro da sua casa mais. Você não sabe, você mora mora em um local mais distante, ou até mesmo dentro do seu apartamento, se alguém está forçando a porta da sua casa, o que você vai fazer? Ligar para polícia? Com todo respeito que tenho aos policiais militares, mas vão demorar quanto tempo para chegar lá?", comentou Bolsonaro.

Reações dos seguidores a entrevista postada em sua página

Após postar a entrevista em sua página, muitos de seus seguidores comentaram, dando suas opiniões a respeito de seu posicionamento sobre o estatuto do desarmamento. Uma internauta comentou: "Lembrei do caso do americano que pegou o pivete em Copacabana e deu umas bancadas, o americano que está respondendo um processo agora.

Publicidade

Moral da história: O coitado do americano está tentando entender até agora o que acontece no Brasil."

Outro também disse: "Hoje em dia, seja na rua ou em casa, não temos mais paz. Temos o direito de nos defender! Agora Bolsonaro, se um dia chegar a ser legalizado, ter um controle rigoroso para quem deve portar uma arma e passar uma instrução para evitar que alguma tragédia aconteça como já vi acontecer, pois acredito que portar uma arma não é para qualquer um. É óbvio que cidadão de bem não vai sair por aí atirando a esmo, mas é preciso ter uma instrução e uma preparação psicológica sim. Um abraço!". #Política