A operação Lava Jato, nos últimos meses, vem mostrando para sociedade o que aconteceu de mais perverso dentro da então maior estatal do Brasil. Nomes de centenas de políticos e grandes empresários (donos de empreiteiras) estão sendo julgados na operação Lava Jato. Com isso, está ocorrendo uma disputa política para convencer o povo de quem foi a culpa da corrupção generalizada da estatal. Na última quinta feira (19/01), o ex-presidente e réu na operação Lava Jato, Luiz Inácio #Lula da Silva, escreveu em uma rede social: "quando os vejo destruindo a Petrobras, acho que temos que brigar agora".

A mensagem foi postada pelo perfil original do Partido dos Trabalhadores (#PT).

Publicidade
Publicidade

Não demorou muito para alguns internautas responderem ao ex-presidente da República de forma irônica. "Que massa, não sabia que Getúlio Vargas foi do PT", ironizou um internauta. Outro respondeu: "É considerar que o povo é muito, mas muito burro mesmo... É afrontar a mínima inteligência do povo...".

Vários outros internautas responderam a mensagem que o perfil do partido publicou, em nome de Lula. Embora várias pessoas tenham respondido de forma irônica a publicação, o perfil do partido não se pronunciou mais sobre o assunto na rede.

Lula e PT nas redes sociais

O ex-presidentente Lula conta com um número bem grande de seguidores nas redes sociais. Só no Facebook, Lula conta com pouco mais de dois milhões e quatrocentos seguidores. Já no Twitter, esse número é bem menor, pouco mais de setenta e seis mil.

Publicidade

Tanto Lula quanto o PT possuem bastante engajamento nas redes, seja com seu perfil ou com perfis de políticos que pertencem ao partido. A ex-presidente Dilma, por exemplo, possui mais de três milhões de seguidores.

Militância e pessoas contrárias

O partido, mesmo depois do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, consegue sobreviver nas redes sociais junto aos seus militantes. Assim como há as pessoas contrárias como no caso da publicação postada no perfil do PT, há também os que ainda acreditam no partido e querem que ele volte a ocupar a presidência da República. #Lava-Jato