Em vídeo publicado nessa sexta-feira (13) na sua página oficial do Facebook, o deputado federal Jair Bolsonaro mais uma vez dá sua opinião a respeito da indenização das famílias dos presidiários mortos nos recentes massacres e das propostas das entidades de Direitos Humanos para evitar mais massacres.

O vídeo inicia com o parlamentar discursando ao ar livre:

"Estamos assistindo agora entidades defensoras de Direitos Humanos dizendo que a culpa dos que morreram nos presídios é da sociedade e não deles mesmos, e pregam então o esvaziamento das penitenciárias. Mas é claro que esvaziando as penitenciárias, estaríamos então enchendo os cemitérios de inocentes, só que no cemitério, ninguém reclama."

Em seguida é introduzida uma crônica de Alexandre Garcia.

Publicidade
Publicidade

A crônica, entitulada "Teoria de Prisões", é declamada informalmente.

"[...] A solução agora depois dessas matanças em presídios é não prender mais ninguém. Já que os presídios estão superlotados, estão dizendo que a culpa é daqueles que apreendem e daqueles que condenam. [...] Então a gente faz o seguinte: Não prende mais ningupem, deixa esse pessoal na rua, e daí a matança vai ser na rua - não entre eles, mas por eles e daqueles que estão assustados na rua, aqueles que as autoridades recomendam que não reajam, que não façam nada, virem cordeiros. Outro dia um americano reagiu no Brasil a um assalto, bateu num assaltante, foi preso por ter batido no assaltante. Ele está acostumado - não só ele, os Estados Unidos estão acostumados a reagir. Já avisam nos Estados Unidos: 'Nos respeitem, pois a gente reage'.

Publicidade

90% dos americanos têm porte de arma [...] Então é um aviso: 'Não entre na minha casa, a porta está fechada para a sua segurança, e não para a minha'. [...] Está escrito na bandeira brasileira 'ordem e progresso', não está escrito, ainda, 'desordem e recessão', talvez queiram mudar o que está escrito na bandeira do Brasil."

Garcia diz ainda que, uma vez que as famílias dos presos mortos nos massacres devem receber indenização pela falha do governo em assegurar que os presidiários estariam em segurança, sendo que o Estado é responsável pela segurança de todos, seria justo que as famílias das mais de 160 pessoas assassinadas por dia no Brasil recebam, também, o mesmo valor: 50 mil reais.

Assista ao vídeo na integra:

#bolsonaro #Família Bolsonaro #Segurança Pública