A jovem mineira Karol Eller, que hoje em dia reside no estado de Massachusetts (Estados Unidos), não tem medo de expor suas opiniões fortes e contundentes nas suas redes sociais. Indo totalmente na contramão do que muitas pessoas acham que ela pensa, justamente por ser gay, Karol Eller já declarou apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro, a quem partidos de esquerda possuem grande repulsa.

A mineira conta com 374 mil seguidores na sua página do Facebook, onde ela constantemente dá suas opiniões sobre assuntos diversos, mas principalmente sobre política.

Em um vídeo publicado na sua página do Facebook - e também postado na página do deputado federal Eduardo #bolsonaro - Karol fala: "Para responder aqui para os meus seguidores que se perguntam por que uma lésbica apóia Bolsonaro? Eu sou sim a favor de Bolsonaro, porque em momento algum eu vejo que essas coisas que o pessoal tenta manchar a figura de Bolsonaro, dizendo que ele é contra os gays, pois eu não vejo nenhuma palavra saindo da boca dele dizendo que ele odeia os gays.

Publicidade
Publicidade

Eu acho que ele, assim como eu também, repudia o ativismo, eu também sou contra o ativismo, então ele não é contra mim, porque não sou uma gay ativista, eu sou uma gay que vivo a minha vida e acho que minha sexualidade não me torna especial".

Apesar de apoiar deputados conservadores como Bolsonaro e Marco Feliciano, Karol não votou em Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, ao qual Bolsonaro declarou abertamente o seu apoio.

Apoio também ao deputado federal Marco Feliciano

Além de Bolsonaro, Karol também deixa clarou seu apoio ao deputado federal, e pastor, Marco Feliciano, com o qual também mantém bom relacionamento.

Em vídeo gravado ao lado pastor e do deputado Eduardo Bolsonaro (filho de Jair Bolsonaro), Karol pergunta para Marco: "O senhor acha que tem como curar um homossexual?".

Publicidade

O pastor responde dizendo: "Não tem como curar aquilo que não é doença".

No final da gravação, Karol dá um abraço e um beijo em Feliciano, e manda um abraço para seus seguidores. #Brasil #Conservadorismo