A deputada federal #Jandira Feghali (PCdoB/RJ) publicou uma imagem em sua rede social acompanhada da ex-presidente Dilma Rousseff na cidade de Sevilla, na Espanha. Na descrição da imagem, a deputada escreveu "Recebendo nossa presidenta legítima no bairro Santa Cruz, Centro de Sevilla, perto da Torre Giralda da catedral. O ciclo de palestras e debates sobre democracia já começa amanhã. Beijos!"

A viagem que a deputada fez acompanhada da ex-presidente Dilma chamou a atenção de internautas, que questionaram o destino da viagem, pois, segundo eles, não faz sentido a deputada e a ex-presidente irem curtir as férias na Europa, ao invés de irem para um dos países que usam como exemplo para o #Brasil seguir, como Cuba e Venezuela (países socialistas).

Publicidade
Publicidade

Vários internautas comentaram na publicação da deputada, porém, não obtiveram resposta para esse questionamento. Veja alguns dos comentários:

"Eu me pergunto... o que leva uma pessoa a defender modelos de governo socialistas e autoritários como Cuba e Venezuela? E o que elas estão fazendo na Europa vendendo a falsa mentira de que houve golpe? Enfiem uma coisa na cabeça impeachment é parte do processo de democracia e está previsto na nossa Constituição... entenderam?? Ou eu vou ter que desenhar???"

"Respeitem a Democracia, ficam com discurso de golpe, ela saiu de forma legítima e democrática. Mas vcs apoiam países anti democracia, como Cuba, Coreia do Norte, Venezuela. O discurso de vcs é muito fraco (sic)."

Além dos comentários que a deputada recebeu questionando o destino da viagem, ela também recebeu mensagens de apoio a ela e a a ex-presidente #Dilma Rousseff:

"Arrrrrrrebentem aí! Denunciem esse golpe q está Acabando com o povo brasileiro.

Publicidade

Presidenta Dilma, muiiiito orgulho!"

Férias

Após sofrer o impeachment, a ex-presidente Dilma Rousseff se mudou para a Zona Sul da cidade Rio de Janeiro, onde sua mãe, Dilma Jane, tem um apartamento. A ex-presidente frequentemente é fotografada e vista andando de bicicleta pelo bairro onde mora.

As férias de Jandira se devem ao recesso parlamentar, que se iniciou no dia 23 de dezembro, e tanto deputados como senadores não têm sessões no Congresso até o dia 1º de fevereiro.