O deputado federal #Jean Wyllys (PSOL-RJ), também jornalista, colunista e professor universitário, publicou na noite desta sexta-feira (20) uma crítica à cerimônia de posse do 45º presidente dos Estados Unidos, #Donald Trump, do Partido Republicano. Wyllys comparou fotos da posse de Barack Obama, antecessor de Trump, com a cerimônia do dia 20, onde se pode ver claramente a enorme diferença de pessoas presentes - muito menos cidadãos compareceram á posse de Trump. "Eis a diferença entre um presidente que promete governar para todos e outro que assume com menos votos que a adversária", disse Wyllys.

Não demorou muito para que um grande volume de comentários em tom de crítica surgisse na postagem.

Publicidade
Publicidade

"Não fala besteira.. você só fala m... o cara vai colocar as famílias de volta em suas casas, o errado vai acabar e essas corjas como você vai (sic) sumir tudo... aqui no Brasil vai demorar um pouco, mas em 2018 vai chegar... meu presidente, nosso presidente Bolsonaro2018 ele sim me representa, não você", comentou um seguidor.

Uma discussão acerca da possibilidade de Jair #bolsonaro vencer as eleições presidenciais de 2018 formou-se, assim como comparações entre Trump e Bolsonaro.

"Barack Obama foi uma linda face que o imperialismo americano usou para se esconder atrás. Eles perderam poder de manobra com um presidente tão grotesco como o Trump. O Bush o mundo inteiro odiava, ficava difícil justificar uma guerra ou outra. Com o Obama tudo soava bonito, mas a verdade é que fizeram mais guerra, mais golpes, mais drones que com o próprio Bush", dizia um comentário.

Publicidade

"Obama expulsou mais imigrantes que Bush, Obama bombardeou o Paquistão, Obama lançou mais de 26 mil bombas no Oriente Médio. O que acontece na Síria hj é um absurdo do qual ele é um dos responsáveis. Obama não deu ouvidos ao Black Lives Matter, até hoje nenhum policial que assassinou negros foi julgado", criticava um comentário.

Jean Wyllys foi também criticado não apenas por defender Barack Obama sobre Trump, mas também por importar-se com a política atual dos Estados Unidos quando, de acordo com alguns seguidores, "temos mais problemas aqui". "Pior é quando um presidente assume sem voto", criticou um internauta.

O deputado federal já havia comentado poucas horas antes a respeito do "simbolismo" presente na saída de Obama da presidência. "Nessa despedida, e ainda mais por ser o seu sucessor quem é, Donald Trump, um retrato da burrice motivada e bem remunerada naquele país, eu tenho muito que lamentar pelo fim da era Obama", disse Wyllys. A postagem pode ser vista abaixo: