O prefeito de São Paulo, #João Dória, já vem implementando várias ações que possam "marcar" positivamente a sua gestão como prefeito da maior cidade do País; #São Paulo. Após a divulgação e início de projetos inovadores como por exemplo, o chamado "Cidade Linda", em que o prefeito determinou que as pichações fossem pagadas, principalmente, em relação aos principais monumentos do município, e com a possibilidade que pichadores tenham a oportunidade de ingressar em cursos da Prefeitura, para que exerçam de modo profissional o grafite, inclusive com a probabilidade de que seja criado um "grafitódromo" ou então que tenham que responder perante à lei, também deu início ao projeto audacioso chamado de "Corujão da Saúde", em que pretende-se zerar as filas da população por consultas e exames, com o atendimento noturno em grandes centros hospitalares da capital.

Publicidade
Publicidade

Dessa vez, outro projeto, que pretende "recuperar" a dignidade dos moradores de rua da capital paulista, a partir de ações rotineiras da administração pública municipal.

Viver com dignidade

Uma das principais ações do governo municipal, através da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do município, é a recuperação da dignidade de vida dos moradores de rua de São Paulo. O projeto especificado trata-se da distribuição de um kit para moradores de rua, contendo itens de higiene básica, como : escova de dentes, desodorante, sabonete, xampu, creme dental e etc. A Prefeitura de São Paulo realizou uma parceria com a empresa multinacional que atua no ramo de higiene pessoal, Unilever, e distribuirá 80 mil xampus, 65 mil escovas de dentes, 96 mil desodorantes, 160 mil tubos de creme dental e 600 mil sabonetes.

Publicidade

Os kits que serão distribuídos de acordo com determinação da Prefeitura, fazem parte do projeto "Espaço Vida". Este projeto tem como objetivo realizar a reforma e revitalização de centros de acolhida para moradores de rua. Outro fator que pode favorecer de maneira substancial aos moradores de rua, será a possibilidade de que à eles sejam oferecidos cursos profissionalizantes. A Prefeitura paulistana tem como meta a entrega de cerca de 83 abrigos já revitalizados com até o mês de junho deste ano. #Governo