João Doria foi eleito em 1º turno como prefeito de #São Paulo, uma grande novidade para um meio político tão conservador como o brasileiro. Assim foi também com Michael #Bloomberg, um prefeito que revolucionou a maior cidade americana, e que é colocado por Doria, como exemplo de gestão.

Quando assumiu a prefeitura de Nova Iorque em 2002, a cidade tinha passado, recentemente, pela maior tragédia de sua história, o atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, um misto de desânimo e medo coletivo tomava conta dos nova-iorquinos, e afugentava uma boa quantia de turistas da cidade mais visitada dos EUA.

A missão de Bloomberg então foi estabelecida: recuperar a importância econômica e internacional da cidade.

Publicidade
Publicidade

Ele endureceu ainda mais as políticas de combate ao crime do seu antecessor Rudolph Giuliani, conhecidas como "tolerância zero", para evitar o terrorismo e a violência urbana que sempre foi grande na cidade.

Começou uma verdadeira corrida para estimular novos empreendimentos, principalmente em Manhattan, nos locais atingidos pelo atentado terrorista, um exemplo é o One World Trade Center um moderno prédio comercial construido no lugar das antigas torres.

Na questão social, a limpeza da cidade também melhorou muito, com uma verdadeira política de repressão a quem jogasse lixo nas ruas. Também proibiu o fumo em locais públicos e exigiu a informação das calorias nos menus dos restaurantes.

O polêmico Stop and Frisk e o terceiro mandato seguido

Bloomberg criou o Stop and Frisk, que implementou revistas duras por policiais para homens latinos e jovens negros.

Publicidade

Foi duramente criticado e acusado de xenofobia e racismo, mas, apesar disso, continua afirmando que isso reduziu o crime, e evita que os jovens portem armas.

Em 2008, enviou uma emenda à legislação eleitoral de Nova Iorque para permitir um terceiro mandato, alegando que um politico como ele era necessário para, ao mesmo tempo, administrar a cidade e lidar com a crise econômica de 2008-2012. Após a aprovação, Bloomberg se elegeu para o terceiro mandato que terminou em 2013. #João Dória