Neste sábado (21), a página oficial do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) publicou um artigo em tom de crítica ao novo prefeito de São Paulo, João Doria. O artigo, originalmente publicado no Huffpost Brasil, criticava a campanha dele e ironizava o título "João Trabalhador", como Doria têm referido a si mesmo nos últimos dias. Em seu primeiro dia no governo, Doria se vestiu gari, uma referência ao seu projeto de limpeza da cidade.

O artigo diz também que a campanha de marketing que tentava pôr Doria como trabalhador não se sustentava, já que suas propostas "soam mais como ataques às trabalhadoras e trabalhadores da cidade para garantir que se acelere o crescimento do lucro dos empresários".

Publicidade
Publicidade

Em poucos minutos, dezenas de comentários rebatendo as críticas feitas pelo partido e pelo Huffpost Brasil surgiram na página do PSOL. A maioria dos comentários apontava que era desnecessário criticar um prefeito que em nada havia importunado o #PSOL de forma direta.

Muitos alegaram, também, que apesar das piadas feitas, Doria teria feito mais em poucos dias de governo do que muitos prefeitos do próprio Partido Socialismo e Liberdade. "Hoje ele saiu às ruas para trabalhar enquanto vocês ficaram babando raivosos no teclado", disse um dos seguidores.

"Ele tá atingindo o PSOL em que? Se é marketing ou não, deixa o cara viver. Vocês vivem de promessas não cumpridas e se acham no direito de falar do cara", disse outro internauta. "E o que os prefeitos de Jaçanã e Janduís, Oton Mario e José Bezerra respectivamente, ambos do PSOL, fizeram até agora?", questionou outro seguidor.

Publicidade

Foram postados muitos comentários de xingamentos e ataques diretos ao partido. Muitos argumentaram que as críticas resumiam-se à "inveja" de Doria ter assumido a prefeitura ao invés de um candidato PSOLista. Alguns ainda atacaram o partido pela desaprovação quanto ao marketing de prefeito, vendo isso como uma hipocrisia e comparando o marketing populista com os de outros candidatos aprovados pelo PSOL, como Fernando Haddad, antecessor de Dória, e o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva. A postagem pode ser vista baixo:

#João Dória