O deputado federal Jean Wyllys escreveu, na sua página do Facebook, um texto em que mostra sua indignação sobre a decisão dos vereadores e do prefeito de Ariquemes (RO) em respeito à retirada de trechos de livros escolares que falam sobre união homossexual e ideologia de gênero.

O prefeito criou uma pesquisa no site da cidade, para que a população pudesse votar sobre o assunto, e também para ter uma base para uma futura decisão. A enquete perguntava quem aprovava ou recusava a retirada desses trechos e o resultado final mostrou que 42% da população de Ariquemes eram contra a decisão e 57%, a favor da retirada. Foi então que, em uma reunião com os vereadores, o prefeito optou por suprimir apenas as páginas que falavam sobre assuntos homossexuais, para que não se perdessem os demais conteúdos.

Publicidade
Publicidade

No texto postado no Facebook, #Jean Wyllys questiona se a sociedade está "voltando para a época da inquisição" e diz que essa decisão do prefeito é o triunfo da estupidez e da ignorância.

Postagem de Jean Wyllys

Algum tempo depois da postagem do parlamentar, já na noite de terça-feira (24), o prefeito Thiago Flores respondeu de forma bem irônica, em seu perfil no Facebook. "E ai pessoal!! Tô pensando aqui se respondo ao Jean Wyllys ou lavo a louça da minha pia... Ah! Decidi: vou lavar a louça", publicou Thiago.

Postagem do Prefeito

"Jean Wyllys não é aquele que ia mudar de país? O que ele está fazendo aqui ainda?". "Não sou preconceituosa, mas seria difícil explicar para minha filha de 5 anos que beijar outra menina é normal. Adorei a iniciativa, Prefeito". "Isso mesmo, prefeito! Cada dia mais eu e minha família lhe admiramos pelo seu trabalho honroso que vem fazendo.

Publicidade

Que Deus continue lhe abençoando, dando sabedoria e livrando de todo mal!" , disseram algumas pessoas nos comentários.

A escolha de retirar esses trechos sobre diversidade familiar e união entre casais gays foi divulgada pela prefeitura de Ariquemes no início da semana, depois de uma reunião entre o prefeito e vereadores da cidade.

O prefeito foi procurado por alguns jornais nesta quarta-feira (25) para esclarecer o caso, mas a prefeitura da cidade informou que ele não vai falar nada sobre o assunto. Essa também foi a decisão dos assessores do deputado. #Redes Sociais #Polêmica