A bancada do PSOL informou que só irá anunciar dia 20 de janeiro, sexta-feira da próxima semana, se lançará nome próprio na eleição para presidente da Câmara dos Deputados ou se irá apoiar algum candidato de outro partido. Desde que começou a ter representantes na Casa Legislativa, o PSOL sempre lança candidatura avulsa. Segundo os ideais do partido, essa é uma forma de "marcar posição" dos ideais da sigla.

A expectativa é que dessa vez não seja diferente. Um dos seis representantes da bancada do partido deve ser lançado candidato, são eles: Luiza Erundina (SP), Ivan Valente (SP), Jean Wyllys (RJ), Chico Alencar (RJ) , Glauber Braga (RJ) e Edmilson Rodrigues (PA).

Publicidade
Publicidade

Ivan Valente comentou que o partido tem "simpatia" pela candidatura de André Figueiredo (PDT-CE) por ele não ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo Valente, a única candidatura que está totalmente rechaçado o apoio do PSOL é a do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). E afirmou que Maia não precisa nem ligar para pedir voto. #Dentro da política