Na noite da última quarta-feira (24/01), o presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, fez uma postagem em uma das suas redes sociais, convidando internautas a se filiarem ao partido. "Seja um petista de carteirinha. O processo é simples e pode ser feito totalmente pela internet", escreveu Rui Falcão.

Quando algum petista ou a página do próprio partido faz alguma publicação, a maior parte dos comentários são de críticas, seja qual for o assunto abordado na postagem, em meio à parcela que defende e concorda. E desta vez não foi diferente.

Após alguns minutos da postagem do presidente do partido entrar no ar, não demorou muito para internautas comentarem, ironizando Rui Falcão e o partido.

Publicidade
Publicidade

Um internauta comentou: "Já furtei um chocolate nas Lojas Americanas quando criança. Na verdade, eu comi dentro da loja e não falei nada na hora de pagar. Isso conta como experiência para estágio? Ou só vale crimes mais relevantes. Tem como vcs informarem qual produto usado por #Lula para lustrar a cara de pau? É óleo de peroba mesmo ou algum importado?".

Outro também comentou: "Desculpe Sr. Rui Falcão, mas tenho a pretensão de ser servidor púbico, aí já sabe né, segundo o Sr. Lula, servidor público não é honesto, os políticos são mais honestos que os servidores e não quero sujar ainda mais a reputação do partido. Mas de qualquer forma obrigado.".

Foram muitos os comentários ironizando a postagem do presidente do #PT, Rui Falcão, mas também houve quem apoiasse a campanha de filiação. Houve até mesmo aqueles que se interessaram pela campanha, perguntando sobre mais detalhes.

Publicidade

Após toda essa confusão, o petista deletou a postagem de sua página.

PT nas redes sociais

O partido tem muitos seguidores e militantes em suas redes sociais. Os números são altos. Só no Facebook, a página oficial contabiliza mais de um milhão de curtidas. As páginas dos ex-presidentes, Lula e Dilma, são as mais seguidas entre seus representantes. Lula conta com quase dois milhões e meio. Dilma possui mais de três milhões até o momento. #2017