#Paulo Câmara assumiu o cargo de governador em janeiro de 2015, com a missão de cumprir duas promessas de campanha: dobrar o salário dos professores da rede pública e manter tarifa única em R$ 2,15. No entanto, na manhã desta sexta-feira (13), foi aprovado um reajuste de 14,26% nas passagens de ônibus da Região Metropolitana do Recife. Os valores das tarifas foram reajustados durante reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitana. Enquanto os valores eram ajustados, nas ruas estudantes, cidadãos e trabalhadores protestavam fortemente.

De acordo com o G1, a tarifa do anel A, que custava R$ 2,80, passou para R$ 3,20; enquanto que o anel B subiu de R$ 3,85 para R$ 4,40.

Publicidade
Publicidade

A partir de domingo, dia 15, trabalhadores já pagarão mais caro.

Manifestantes interditaram trechos das avenidas Sul e Norte, próximo à Estação Largo da Paz e Praça do Rosarinho no início desta noite. Conforme a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), os protestos começaram às 18h e duraram cerca de uma hora.

Promessa de Campanha

Durante sabatina das eleições de 2014 na Rede Globo, Paulo Câmara (PSB) afirmou que iria implantar o bilhete único no transporte público rodoviário - com o preço unificado de R$ 2,15. Na época o candidato a governador de Pernambuco afirmava para todos os milhares de usuários do transporte de mobilidade pública que implantaria uma tarifa única. Passados dois anos e entrando no terceiro ano de gestão, a proposta entrou no esquecimento.

“Hoje, no transporte coletivo da Região Metropolitana, tem uma passagem de R$ 3,30 e tem uma passagem de R$ 2,15.

Publicidade

Nós vamos fazer com que toda passagem seja de R$ 2,15. Vamos dar prioridade ao transporte público”, prometia Paulo Câmara durante sabatina na TV Globo.

Na Região Metropolitana do Recife (RMR), mais de 1 milhão de pessoas circulam por meio de ônibus e metrô. Em 2014 Paulo Câmara prometia dar uma atenção especial para os trabalhadores e estudantes que utilizavam o transporte, no entanto, até agora não conseguiu desenvolver uma ação efetiva de benefício na redução dos valores tarifários pagos pela sociedade. #Protesto #ônibus,