O presidente da República, Michel Temer, resolveu fazer modificações em programas sociais criados e desenvolvidos pelas administrações petitas, os governos do ex-presidentes Luíz Inácio #Lula da Silva (2003-2010) e da ex-presidente Dilma Rousseff (2011-2016).

As alterações anunciadas pelo Governo Federal serão em programas como Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) e um novo pente-fino nos cadastros do Bolsa Família, já tendo o Governo Federal realizado um no início da gestão #Temer.

Cartão Reforma, a novidade da gestão Temer

Foi anunciada também a criação de um novo programa assistencialista: o Cartão Reforma.

Publicidade
Publicidade

O programa consiste num cartão magnético distribuído pelo Governo Federal que custeará despesas de até cinco mil reais em reformas nas residências em que habitam famílias de baixa-renda.

Não foi informada a data de implantação do Cartão Reforma, apenas foi dito que este terá início ainda este ano. Segundo cálculos do Governo Federal, o benefício contemplará mais de 100.000 famílias, e custará à União um montante de até quinhentos milhões de reais por ano.

Temer destina mais dinheiro para o Pronatec

Um dos programas sociais mais adorados pela ex-presidente Dilma Rousseff, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Empreso, o Pronatec, receberá um aporte de R$ 850.000.000 da atual gestão para uma série de novas ações, segundo informa o Palácio do Planalto.

Está previsto para esse ano que o programa passe a ter novos indicadores de monitoramento e avaliação de atividades.

Publicidade

O Ministério da Educação priorizará cursos técnicos realizados ao mesmo tempo em que o Ensino Médio Regular nas escolas públicas de todo o país.

Pente fino do Governo Temer para o Bolsa Família

O programa Bolsa família, criação máxima do governo Lula e alavanca eleitoral do Partido dos Trabalhadores (PT), tem 1,1 milhão de cadastros irregulares, foi o que descobriu o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), após finalizar o pente fino realizado cruzando-se os dados cadastrais existentes no governo. Todos os cadastros ilegais foram cancelados. #Bolsa Familia