O presidente da República Michel Temer ofereceu ajuda à governadora do Estado de Roraima Suely Campos, do Partido Progressista, que compõe a base do governo peemedebista, depois do massacre na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na capital do Estado, Boa Vista, em que trinta e três presos foram assassinados no dia 6 de janeiro.

A governadora de Roraima, todavia, recusou a ajuda do peemedebista. Em conversa por telefone, Suely Campos disse a #Temer que não eram necessárias as ofertas de ajuda do Governo Federal, nas quais o presidente colocou à disposição do Estado "todos os meios disponíveis".

Temer libera quarenta e cinco milhões do fundo penitenciário

Para o Estado de Roraima, o presidente Temer liberou quarenta e cinco milhões de reais do Fundo Penitenciário, visando a construção de mais uma unidade prisional naquela unidade da Federação, ainda na última semana de 2016, o que serve agora, após o massacre ocorrido logo depois da tragédia do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, no Amazonas, na qual 56 detentos foram assassinados de maneira brutal.

Publicidade
Publicidade

Sobre o episódio de Roraima, o Ministro da Justiça e Cidadania do governo Temer Alexandre de Moraes afirmou que "aparentemente não se trata de retaliação", referindo-se à tese de que o massacre teria sido uma resposta à matança no Amazonas. Segundo o Secretário de Justiça e Cidadania do governo de Suely Campos, Uziel Castro, essa nova carnificina se deu por presidiários pertencentes à facção PCC (Primeiro Comando da Capital), que estavam inseridos na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo.

Ministro cancela viagem

O Ministro da Justiça e Cidadania #Alexandre de Morais cancelou a viagem que faria a Roraima, após a governadora do Suely Campos afirmar, na conversa telefônica com Michel Temer, que não havia necessidade de sua presença no Estado, assim como fez no Amazonas, vistoriando a unidade prisional onde aconteceu o massacre.

Publicidade

Alexandre de Morais queria ir ao Estado na tarde de sexta feira, (6), fazer esta vistoria, mas depois da conversa da governadora com Temer, a viagem foi desmarcada. #Massacre em Roraima