Uma aeronave caiu em Paraty-RJ, nesta quinta-feira, 19, e vitimou o ministro do STF, #Teori Zavascki, além de mais quatro pessoas. Duas outras vítimas também já foram identificadas, uma de nome Carlos Figueiras e a outra é o piloto do avião, de nome Osmar. Os nomes das outras duas vítimas ainda não foram divulgados. Os tripulantes partiram da cidade de São Paulo rumo a Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro.

Francisco, o filho do magistrado, disse, antes da notificação da morte do pai, que os familiares estavam esperando que um milagre acontecesse. No Facebook, ele postou mensagens, em uma delas, escreveu que seu pai estava no voo e pediu orações a todos.

Publicidade
Publicidade

Em outro post, ele informou que havia recebido a notícia da morte do ministro e agradeceu o apoio das pessoas.

Gilmar Mendes, outro ministro do Supremo Tribunal Federal, disse que não tinha condições de falar sobre o acidente naquele momento. Ele está passando férias em Portugal e disse que Teori não era só o seu companheiro no supremo, mas acima de tudo um grande amigo.

A atuação

O ministro Teori Zavascki tinha sobre sua responsabilidade as ocorrências da Operação Lava Jato, que desvinculou as grandes corrupções no país. Teori estava incumbido das delações premiadas da Odebrecht. Ele se tornou ministro do STF no ano de 2012 e era considerado um homem discreto, não gostava de dar entrevistas ou falar sobre os casos que era da sua responsabilidade.

A tragédia

O tempo mudou na hora em que a aeronave chegava perto da localidade de Paraty.

Publicidade

Segundo os técnicos, ainda é cedo para se afirmar, mas as condições do clima podem ter contribuído para agravar a situação do avião. A FAB (Força Aérea Brasileira) informou que a aeronave King Air 90 decolou no horário das 13h01 em São Paulo.

O avião iria pousar em um aeroporto próximo a cidade de Paraty, mas caiu antes; o alerta do seu sumiço foi dado as 14h05 pelo serviço de resgate da Aeronáutica. Nesse intervalo de tempo, das 13h às 14h, foi notificado que o clima havia mudado na área através da meteorologia. Ocorreram chuvas normais, mas o vento ficou mais forte e houve queda nas condições climáticas da localidade.

A diferença

Para os especialistas em aviação, a precipitação é um fator a ser observado, pois, no caso do piloto estar em voo visual (sem os aparelhos), altera tudo. Segundo eles, estar sobrevoando a área marítima e acontecer de cair uma chuva, a visibilidade do piloto se altera e ele fica às cegas.

Foi confirmado por Anderson Terra (Presidente da Associação em Paraty), que as condições do tempo não eram favoráveis no momento da queda do avião.

Publicidade

Ele revelou que o ator climático era horrível.

Os destroços

Os pedaços da aeronave estavam a uma distância de dois quilômetros de Paraty. Eles contaram com o resgate da equipe do corpo de Bombeiros, navegações de pesca e passeio no trabalho de salvamento. Foi colocado equipamentos para que as partes do avião não afundassem e assim poderem resgatar os corpos, que estavam nos escombros da aeronave.

Nesta sexta-feira (20), foram levados para o Instituto Médico Legal (RJ), os corpos do ministro Teori, de Carlos Figueiras e de uma outra pessoa do sexo feminino que ainda está sem identificação. Eles irão realizar os procedimentos periciais para depois liberarem os corpos para o sepultamento.