Parece que 2017 será um ano de efervescência política, acompanhando o ano de 2016. Logo no início de janeiro morreu, em um acidente com um avião, o ministro responsável pela relatoria dos processos da operação Lava-Jato, Teori Zavascki. O caso chocou todo o Brasil, que ficou consternado com sua morte acidental. Até o momento o inquérito que investiga a morte do ministro não foi concluído.

Rubens foi preso ao tentar pousar em Guarapari - ES

Ainda no mês de janeiro, outro fato inusitado ganhou os site de todos os jornais e as redes sociais envolvendo um incidente entre um vereador e um helicóptero. Felizmente o incidente não teve nenhuma vítima, graças à ação da polícia militar de Guarapari, no Espírito Santo.

Publicidade
Publicidade

Poderia ter sido pior para o vereador que foi preso em Guarapari. Rubens Gonçalves de Brito é vereador em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelo PSDB. O vereador foi preso por pousar um helicóptero em um praia em Guarapari - ES. O vereador tenta defender-se da prisão justificando que realizou o pouso em segurança na praia que estava com poucos banhistas.

Mas, a lei é clara para pousos de aeronaves e helicópteros em espaços públicos. Como o helicóptero não havia nenhum problema que o levasse ao pouso de emergência, o pouso foi considerado criminoso. O vereador só poderia pousar naquele local se ele estivesse correndo perigo.

Vereador do PSDB preso pode pegar até seis anos de prisão por pouso irregular

Ao realizar o pouso do helicóptero na praia, o vereador Rubens colocou não só a vida dele em risco, como a de todas as pessoas que ali estavam no momento do pouso arriscado.

Publicidade

O vereador que também é conhecido como 'Bim da Ambulância', estava pilotando o helicóptero e por isso foi detido. Rubens é piloto profissional há anos e está assutado com a detenção.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o pouso dessa forma só poderia ser realizado em locais específicos como helipontos. O vereador também estaria livre das grades se tivesse pousado o helicóptero em uma residência ou propriedade particular. Se condenado, o vereador do PSDB pode pegar até seis anos de prisão. #vereador preso helicoptero #prisão vereador PSDB #vereador BH preso