Um vídeo no mínimo curioso tem bombado no Youtube e web em geral nos últimos dias, provocando desde gargalhas até críticas severas e incredulidade nas pessoas que o assistem. Para espanto de muitos, é a filmagem da posse do vereador Ronilson Marcílio Alves, filiado ao PTB – Partido Trabalhista Brasileiro de Caratinga, cidade localizada no Vale do Rio Doce, interior de Minas Gerais. Só tem um aspecto “diferente” na posse deste político brasileiro, que aconteceu no dia 3 de janeiro na Câmara Municipal da cidade mineira, pois o mesmo estava algemado, trajado com o uniforme de presidiário e devidamente escoltado por policiais militares da região.

Publicidade
Publicidade

Ronilson chegou ao seu compromisso por volta do meio-dia e permaneceu no Legislativo por mais duas horas.

O vereador em questão conseguiu ser reeleito nas eleições de outubro de 2016, conquistando 854 votos. Entretanto, Ronilson passou a constar de investigação policial já no final do mês de novembro, ocasião em que a Polícia Civil executou o mandado de busca e apreensão na residência do parlamentar e levou consigo objetos como documentos, pen drive e aparelhos celulares. Por outro lado, mesmo com a apreensão oficial destes itens, Ronilson só depôs e não ficou detido.

No mês seguinte, especificamente em dezembro, o vereador de Minas Gerais foi preso na pequena cidade de Cordeiro, situada no interior do Estado do Rio de Janeiro, sendo imediatamente conduzido à Penitenciária de Caratinga, onde está preso até a data atual.

Publicidade

Por sua vez, o porta-voz da Polícia Civil disse que este caso específico corre sob segredo de justiça e o defensor do vereador, o advogado Dário Júnior, explicou que Ronilson vem sendo acusado de extorsão para com um padre de Caratinga e, por isso, o político teve a sua #Prisão preventiva decretada no dia 2 de dezembro, mas ele não foi o único, uma vez que mais três indivíduos se encontram detidos em flagrante debaixo da mesma acusação.

O advogado Dário Júnior explica literalmente que nos meandros da lei e justiça no Brasil, o vereador Ronilson encontra facilmente brechas legais e tem o direito constitucional para assumir o cargo político, o qual ganhou democraticamente pelo voto direto. Todavia, vale frisar que milhões de cidadãos brasileiros são envergonhados diariamente quando não têm acesso, por exemplo, à saúde, educação, transportes, segurança, entre outros direitos, os quais são inclusive garantidos constitucionalmente, mas não há um advogado de defesa para os representar.

Depois da posse de Ronilson Alves, ele foi de novo levado à prisão de Caratinga e o defensor disse que, apesar dos dois pedidos de habeas corpus terem sido negados pela Justiça, acredita que o vereador ainda tem chance de trabalhar legalmente no seu mandato. #Casos de polícia #Crise no Brasil