Todo começo de ano o brasileiro sofre com o aumento da passagem de ônibus, com seus reajustes que sempre causam certa revolta na população por serem tão altos. É preocupante para o carioca todos esses aumentos. No ano passado, por exemplo, houve o aumento de 40 centavos, indo de R$ 3,40 para R$ 3,80. O reajuste, em conjunto com o não cumprimento das promessas de que a frota seria completamente equipada com ar-condicionado, causou grande insatisfação na população.

Mas este ano parece que, pelo menos no Rio de Janeiro, as coisas serão diferentes. É o que diz o vice-prefeito da cidade e secretário de Transportes, Fernando Mc Dowell.

Publicidade
Publicidade

Segundo ele, não haverá reajustes até, pelo menos, todos os ônibus estarem com ar-condicionado, o que é um problema real, tendo em vista as altas temperaturas registradas no Rio neste Verão.

Até mesmo após toda a frota estar equipada com ar condicionado, o aumento da tarifa ainda será analisado, segundo o secretário. Ele disse que nesta semana irá se reunir com os envolvidos para serem feitos os cálculos de um eventual aumento na tarifa.

O vice-prefeito disse que não adianta aumentar a tarifa, pois a demanda cai e diminui a receita das operadoras. Ele frisou a importância de equipar a frota com ar-condicionado. Agora cabe a população cobrar da Prefeitura o cumprimento dessas promessas que já foram feitas por governos anteriores..

Todas essas declarações ocorreram numa entrevista ao "Bom dia Rio", na TV Globo.

Publicidade

Junto com o vice-prefeito também estava o novo presidente da CET-RIO, Paulo Cézar Ribeiro. Foi mencionado também a possibilidade de ser incluído o metrô no Bilhete Único. O vice prefeito irá se reunir com o governador Luiz Fernando Pezão e com o prefeito Marcelo Crivella para discutir o assunto nesta quinta-feira (12).

Fernando Mc Dowell também falou sobre o problema do metrô carioca, que não está funcionando bem, ainda mais com a Linha 1A tendo reduzido a capacidade do metrô em mais de 86%. O secretário mencionou uma possível reforma na Linha 1A para voltar a ampliar a capacidade no metrô. #Onibus #Transporte #Crivella