A morte do ministro #Teori Zavascki repercutiu intensamente em todo o país. O acidente aéreo ainda gera muitas dúvidas e as investigações estão se inciando numa apuração aprofundada para tentar elucidar todo o caso envolvendo o trágico acidente. Teori Zavascki era o responsável pela condução de todos os processos da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, principalmente, os inquéritos que envolvem políticos e autoridades públicas que possuem foro privilegiado. Os processos da Operação Lava-Jato em primeira instância são conduzidas pelo juiz Sérgio Moro, a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no Paraná.

Publicidade
Publicidade

A Lava-Jato investiga um mega esquema de corrupção que acarretou desvios bilionários dos cofres públicos da maior estatal brasileira; a Petrobras.

Sofrimento da família

A família do ministro Teori Zavascki vem sofrendo muito com a morte inesperada do magistrado. O filho de Teori, Francisco Prehn Zavascki, contou sobre aspectos familiares e motivos de preocupação de seu pai e da família, em entrevista exclusiva ao programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, que foi ao ar neste domingo à noite (22). Francisco relatou suas últimas conversas com seu pai e que o fato de Teori ter em mãos a responsabilidade de conduzir os processos da Lava-Jato na mais alta Corte brasileira, era algo que trazia muita preocupação para o magistrado e para seus familiares, já que lidava com o envolvimento de grupos poderosos no esquema de corrupção da Petrobras.

Publicidade

Teori em família era um homem brincalhão e um grande amigo, porém, um dos principais motivos que causavam grande preocupação ao magistrado, é o fato de ele ter receber ameaças constantes, inclusive ameaças ao sobrinho. Francisco mencionou ainda que Teori solicitou à Polícia Federal que pudesse averiguar as ameaças feitas contra sua família. A Polícia Federal naquele momento, concluiu que as ameaças não eram consideradas sérias e que não havia risco tanto à Teori, quanto a seus familiares. Francisco sentiu muito a perda do pai e chegou a se emocionar durante a entrevista. Ele ressaltou ainda que é prematura qualquer conclusão sobre os reais motivos que causaram a tragédia.

Veja o vídeo da entrevista exclusiva:

#STF #Lava Jato