Na tarde desta quarta-feira (01), foi protocolado um documento na Justiça Federal do Paraná, comunicando o falecimento de um réu na Operação #Lava Jato. Em decorrência do câncer no estômago, faleceu Humberto Sampaio de Mesquita, genro do ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa.

Os advogados do cliente falecido pediram que o juiz federal Sérgio Moro retire o nome de Mesquita do processo, a qual ele é réu na Lava Jato. Mesquita foi acusado, juntamente com Paulo Roberto Costa e suas filhas Ariana Azevedo Costa Bachmann e Shanni Azevedo Costa Bachmann, de retirar dinheiro da Costa Global Consultoria, em sigilo, sem que a Polícia percebesse.

Publicidade
Publicidade

Também está envolvido nas acusações o outro genro de Costa, Márcio Lewkowicz.

Flagrante

De acordo com as informações do Ministério Público Federal, Costa pediu para que sua família fosse até a empresa retirar documentos que pudessem incriminá-lo na Operação Lava Jato. Ele ordenou que tudo ocorresse antes da chegada da Polícia Federal (PF).

As câmeras de segurança registraram toda a ação deles. Eles saíam desesperados com sacolas, bolsas e mochilas da empresa de Costa. Enquanto acontecia essa irregularidade, o ex-diretor dava declarações à Polícia sobre um esquema de R$ 10 bilhões descoberto pelos investigadores. A pena de Costa chega a 70 anos de prisão. Ele, no momento, está cumprindo pena em regime aberto.

Dona Marisa Letícia

Em breve, o juiz Sérgio Moro também terá que retirar dona Marisa dos processos em que ela está envolvida na Lava Jato.

Publicidade

Em 2016, ela foi acusada de participar, juntamente com Lula, de recursos ilícitos na aquisição do triplex do Guarujá.

Na época, Moro chegou a lamentar o envolvimento dela e disse que talvez ela não soubesse do esquema criminoso que envolvia a Petrobrás, mas que tudo iria ser apurado para não deixar nenhuma dúvida.

Marisa faleceu nesta quinta-feira (02), vítima de um AVC.

Em 2011, incentivou Lula a realizar exames, onde foi descoberto o câncer de bexiga. Foi ela quem cortou os cabelos e a barba dele, antecipando os efeitos que a quimioterapia causaria no marido. #SérgioMoro #Morte