A página do jornal #O Globo, nesta quarta-feira à tarde (15), uma análise sobre os possíveis riscos para as eleições de 2018, exibindo o deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) na capa. Paulo Celso Pereira, autor da análise, definiu #bolsonaro como "face mais popular da direita" e "defensor explícito da ditadura de 1964 e do uso da tortura, alvo de processos por atacar deputadas mulheres".

Segundo a análise de Celso Pereira, Bolsonaro tenta trilhar o mesmo caminho do atual presidente norte americano, Donald Trump e, assim como o presidente republicano, poderia estar sendo subestimado pelos adversários, que acreditam conseguir conter seu expressivo crescimento na intenção de votos.

Publicidade
Publicidade

Além disso, o articulista também colocou o parlamentar como uma primeira opção de candidato competitivo para os eleitores conservadores, que, segundo ele, tinham que se contentar com os tucanos do PSDB pela falta de uma opção melhor diante dos candidatos do PT.

Para o analista, a reação comum dos adversários de Bolsonaro é continuar confiando na já conhecida influência exercida pelos grandes partidos. Porém, também salienta que a taxa de rejeição do ex-militar não é das menores se comparada com seus concorrentes.

Segundo as pesquisas recentes do Datafolha citadas pelo analista, Lula e Aécio lideram a lista de rejeição com 44% e 30%, respectivamente, enquanto Bolsonaro faz parte do grupo de menor rejeição junto com Marina Silva (Rede) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), girando em torno de 15% e 18%.

Publicidade

O artigo foi publicado na página de O Globo no Facebook e recebeu duras críticas dos seguidores por supostamente colocar o parlamentar não só como um risco para seus adversários como também para as eleições de 2018 devido a possibilidade de sua vitória.

Muitos dos comentários seguiram a mesma linha de pensamento do analista de Celso Pereira e fizeram comparações de Bolsonaro com Trump, principalmente apontando como a mídia trata os dois de forma igualmente hostil e que, assim como aconteceu com o presidente americano, isso só irá ajudar ainda mais na candidatura de Jair Bolsonaro. Confira alguns comentários:

- "O Brasil já teve na presidência um intelectual safado como o FHC, um semi-analfabeto como o Lula, uma imbecil como a Dilma, todos com histórico devastador de corrupção, qual o problema de ter o cidadão aí? (sic)", comentou Adriano Porto

- "Como assim um sinal de alerta? Quem tem que acender um sinal de alerta é o bandido do Lula em primeiro nas pesquisas, é o imundo do Lula que tem meia duzia de indiciamentos, o

Bolsonaro não! (sic)", comentou Fernando Maia.

- "Acho que é difícil pra mídia aceitar um candidato que fala o que pensa, e que tem estrutura política para governar um pais, já que temos palhaço (literalmente) no congresso eles acham que tem que ser mais um esquerdalha envolvido em corrupção politica (sic)", comentou Jimmy Nunes.

Confira a postagem abaixo:

#Eleições 2018