Os deputados federais Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) divulgaram, nesta quinta-feira (9), vídeo em que explicam polêmica conversa que tiveram pelo aplicativo de mensagem #WhatsApp no dia da votação para presidência da Câmara, no último dia 2 de fevereiro.

As imagens com a conversa entre pai e filho foram divulgadas pelo fotógrafo Lula Marques. Nas imagens do celular de Jair Bolsonaro, o parlamentar dá uma bronca no filho, que estava na Austrália, e não compareceu à votação. Jair Bolsonaro foi um dos candidatos e recebeu apenas quatro votos.

Conversa e vídeo

#Jair Bolsonaro cobra o filho por ele não estar na votação da Câmara e o compara ao irmão mais novo.

Publicidade
Publicidade

“Tens moral para falar do Renan? Irresponsável”, disse o pai.

Na sequência, em um dos trechos mais polêmicos, Bolsonaro diz que não vai visitar o filho na Papuda (Complexo Penitenciário do Distrito Federal). No vídeo divulgado pelos deputados, a explicação é de que Eduardo havia prometido que presentearia o pai com um fuzil.

“Quando estava nos Estados Unidos ele falou que ia comprar um fuzil para mim”, explicou Bolsonaro, que falou que o filho não seria louco de comprar, nem ele seria louco de receber a arma. Ele também criticou a invasão de privacidade. “Eu estava em um diálogo com o meu filho”.

#Eduardo Bolsonaro assumiu o erro e o vacilo. “Vou ter o meu salário justamente descontado”, afirmou. O deputado federal pelo estado de São Paulo criticou a imprensa e disse que deve satisfação somente aos seus eleitores.

Publicidade

O vídeo com a explicação foi divulgado pelo também parlamentar Flávio Bolsonaro, filho de Jair e irmão de Eduardo.

Lula Marques

Fotógrafo experiente, Lula Marques divulgou as imagens no Facebook. O seu perfil oficial na rede social foi suspenso por 24 horas devido a denúncias que foram feitas. Na página do fotógrafo fica clara a sua visão esquerdista e simpatia ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Nas redes sociais, houve uma divisão: de um lado pessoas defendendo os Bolsonaros, do outro pessoas criticando os parlamentares.

Críticas

Este internauta fez uma publicação na página de Lula Marques. Ele chama os Bolsonaros de “mitômanos”. Segundo o dicionário, mitomaníaco é uma pessoa “que mente em excesso; característica da pessoa que mente ou fantasia excessivamente”.