Uma pesquisa feita recentemente pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) e divulgada nessa quarta-feira, dia 15, revela que caso as eleições presidenciais ocorressem hoje, o ex-presidente petista Luiz Inácio #Lula da Silva, conhecido como Lula, contaria com 30,5% dos votos, levando, assim, o primeiro lugar.

A pesquisa apresenta Marina Silva e Jair Messias Bolsonaro empatados no segundo lugar, com 11,8% e 11,3%, respectivamente, se considerada a margem de erro. Já Aécio Neves (PSDB-MG), que foi ao segundo turno contra Dilma Rousseff nas últimas eleições presidenciais, encontrou-se em quarto lugar na pesquisa, com 10,1% dos votos. Ciro Gomes (PST-CE) contou com 5% e o atual presidente pós-impeachment Michel Temer (PMDB) levou 3,7% das intenções de voto. Diante deste cenário, 27,6% dos votos foram brancos ou nulos, quase um terço dos entrevistados na pesquisa estimulada, ou seja, quando são apresentados os nomes dos candidatos ao público.

Na pesquisa espontânea, onde não é apresentado nenhum nome ao público, Lula se mantém no primeiro lugar, mas com 16,6% das intenções de voto. Já Bolsonaro encontra-se em segundo lugar novamente, com 6,5% dos votos e Aécio Neves em terceiro, com 2,2%. Nesse cenário, a soma de votos brancos e nulos chega a 67,8%, mais de dois terços dos entrevistados.

Segundo o presidente da CNT, muitos fatores interferiram na opinião pública para que Lula fosse o vencedor em todos os cenários. A morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia foi um deles. Além deste, o passionalismo e a "saudade dos bons tempos do Lula" seriam fatores, também. Lula, que é réu em 5 casos, pode tornar-se incapaz de desenvolver uma campanha ou sequer de concorrer à presidência se for considerado culpado em primeira e segunda instância nos próximos meses.

Em caso de prisão do ex-presidente, o cenário para a corrida presidencial deve mudar e há chances de que #bolsonaro ou Marina Silva ocupem o primeiro lugar nas intenções de voto. O deputado federal conservador recebe grande apoio na internet em todas as redes sociais, com campanhas de "Bolsonaro 2018" tomando conta das sessões de comentários em páginas de oposição diariamente.

Feita entre os dias 8 e 11 de fevereiro, a pesquisa contemplou as opiniões de 2.002 pessoas em 138 municípios das 5 regiões brasileiras. Para essa pesquisa, a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e pode ser considerada com 95% de nível de confiança. #PT