A Operação Lava-Jato tem em suas últimas oitivas realizadas, os ânimos acirrados nos embates entre defensores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o juiz Sérgio Moro. Os depoimentos tomados recentemente com a presença de testemunhas de defesa do ex-presidente da República, ocasionaram momentos de grande tensão, principalmente por parte da defesa de #Lula, que buscava em alguns momentos, "desestabilizar" o juiz Moro, inclusive, interrompendo algumas vezes, as perguntas dirigidas pelo juiz federal aos depoentes. O juiz Sérgio Moro é reconhecido por imensa maioria da sociedade brasileira, devido principalmente a todo o trabalho desempenhado na condução da Operação Lava-Jato, já vista como uma das maiores, senão, a maio operação de combate à corrupção, atualmente, em curso no Brasil.

Publicidade
Publicidade

O juiz paranaense trabalha em primeira instância, a partir das dependências da Justiça Federal de Curitiba, capital do estado do Paraná.

Embates entre juiz e defensores de envolvidos

Ultimamente, houve tentativas por parte de defesas de testemunhas em processos que envolvem o ex-presidente Lula, como também entre seus próprios defensores, de tentar "tumultuar" o ambiente das oitivas. Após um desentendimento entre o juiz e defensores do ex-presidente da Petrobras, durante gestões petistas, José Carlos Gabrielli , Moro tomou uma decisão "polêmica". Proibiu que depoimentos fossem gravados, durante as audiências da Lava-Jato. A defesa de Gabrielli chegou a demonstrar os "nervos à flor da pele", ao gritar com Moro,ao esbravejar que ele estava "fazendo perguntas de inquisidor e não de juiz".

Publicidade

Logo após o término do depoimento da testemunha de defesa de Lula, o áudio foi vazado, mostrando todo o momento da conversa ocorrida entre o juiz Sérgio Moro e os defensores. Outro defensor de testemunha de defesa do processo que envolve Lula, o advogado Fernando Fernandes, que cuida da defesa do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, disse que a decisão seria "arbitrária", em se tratando do juiz não permitir que os depoimentos fossem gravados integralmente. #SérgioMoro #Lava Jato