Dono do site Catraca Livre, Gilberto Dimenstein é um jornalista na rádio CBN e está sempre participando das lutas enfrentadas pela esquerda brasileira, por diversas correntes, como o movimento LGBT, o feminismo, entre outros. E para promover todos essas causas, ele utiliza de seu site Catraca Livre e de suas ONGs.

O site Catraca Livre ficou famoso durante as manifestações de 2013, que lutavam contra o aumento das passagens de ônibus em algumas cidades do Brasil, e é bastante popular nas redes sociais, principalmente com o público mais jovem, que é público mais ativo nas redes. Somente no Facebook (rede social em que possui maior número de seguidores) o canal possui mais de oito milhões de seguidores.

Publicidade
Publicidade

O slogan do site é "Comunicar para empoderar", já deixando claro seu segmento político devido a forma de falar. Um exemplo de sua parcialidade é o quanto Dimenstein defendia Fernando Haddad (#PT), o ex-prefeito de São Paulo, mostrando sua afinidade com o PT.

O site é financiado pela #Lei Rouanet, conforme foi mostrado no site do Ministério da Cultura, Salic. Entre o ano de 2011 e o ano de 2015, duas empresas - que são administradas pela Cidade Aberta Administradora de Empreendimentos Sociais LTDA. - receberam em torno de R$ 2 milhões para alguns projetos, sendo uma das empresas beneficiadas a Catraca Livre Portal e Comunicação LTDA. A holding que controla tal empresas tem como sócio administrador o próprio Gilberto Dimenstein.

O que é a Lei Rouanet?

Uma lei que foi criada para servir de instrumento para incentivo a cultura, a Lei Rouanet, vem sendo alvo de muitas críticas e polêmicas.

Publicidade

Muitos acusam a lei de servir apenas como uma forma de compra de aliança de artistas.

Os que defendem essa ideia usam como argumento que todos os artistas que receberam verbas da lei, ironicamente, são pró-governo. Por outro lado, os que defendem a lei (principalmente os artistas) negam que a Rouanet sirva para isso, pois segundo eles, segue com as regras pela qual foi feita, que é servir como incentivo a cultura. #Política