Na noite desta quarta-feira (22), #José Serra pediu demissão e não mais fará parte do governo de Michel Temer. Ele era #Ministro das Relações Exteriores e alegou problemas de saúde, porém não citou quais são os problemas e se seriam graves. Serra entregou pessoalmente nas mãos de Temer a carta de demissão do cargo. Ele ainda tem o mandato de senador.

Na carta, José Serra comenta que está deixando o cargo com muita tristeza, mas é necessário ter essa atitude devido o seu estado de saúde, que segundo o ministro, Temer já está sabendo qual é, devido os exames que ele levou pessoalmente para o presidente. O tucano afirma que não pode mais manter as viagens internacionais e está com grandes dificuldades para os trabalhos do dia a dia.

Publicidade
Publicidade

Aparentemente ele tenta avisar Temer que seu corpo está muito cansado e fraco.

De acordo com os médicos, Serra disse que ele precisa de pelo menos quatro meses de repouso para voltar ao normal.

Gratidão

O ministro mostrou gratidão pelo presidente #Michel Temer ter acreditado em seu trabalho e disse que foi um grande orgulho participar da equipe do peemedebista. No Senado, o tucano ressaltou que continuará trabalhando para aprovar projetos que visem a melhoria do país, alavanque a economia, recupere o desenvolvimento social e lutará sempre pela consolidação democrática do Brasil.

Michel Temer chegou a insistir para que o ministro permaneça no posto, mas mesmo assim não adiantou. Em dezembro, do ano passado, o ministro chegou a fazer uma cirurgia da coluna vertebral, no hospital Sírio-Libanês.

Publicidade

Ele sentia muitas dores.

Serra levou vários exames para mostrar que a sua demissão é por motivos de saúde mesmo. O tucano prometeu ajudar Temer no Congresso, quando ele voltar ao posto de Senador.

Sete ministros

O presidente já perdeu sete ministros desde que assumiu o cargo. Ele chegou a demitir alguns por reclamações e pressão, principalmente aqueles que eram investigados na Operação Lava Jato. Serra é sétimo a deixar o peemedebista. Resta aguardar a nomeação do ministro que ficará no lugar de José Serra.