Em um debate democrático ocorrido na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (#UFRGS), um estudante foi ameaçado de violência ao citar o deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RS).

No evento, o estudante Felipe Diehl, que estava usando uma camiseta com estampa do deputado e a escrita "#bolsonaro Presidente", declarou apoio ao mesmo, ao exército e aos policiais militares. Em resposta, os ouvintes do debate começaram a gritar palavras de crítica e a frase "fascistas não passarão", implicando que Felipe seria um fascista pela sua opinião política. Felipe tentou continuar sua fala, pedindo licença, mas os gritos e a aproximação de ouvintes do palco tornou isso impossível.

Publicidade
Publicidade

Ouvintes gritaram também para que Felipe saísse do local: "Fora, fora!". Um debatedor ao microfone mencionou que "o elemento" teria participado do debate com a intenção de provocar aqueles com opiniões diferentes e pediu para que os "companheiros" não caíssem na "armadilha" de Felipe Diehl. Ele disse, ainda, que o rapaz teria que se retirar, pois o evento se tratava de um debate democrático e chamou o estudante de "meliante". Na sua saída, Felipe pôs-se a correr para evitar agressões físicas. O mesmo debatedor disse que o "companheiro do #MBL" teria que sair do local também, referindo-se a um participante do debate que era, também, participante do Movimento Brasil Livre, este que foi atuante nos movimentos a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Após pedir que os dois se retirassem do debate, foi dito que o mesmo seguiria "normal".

Publicidade

Quando os dois expulsos retiraram-se, o debatedor comentou em tom de animação: "Vamos continuar que o debate é nosso". Foi possível ver, no vídeo do evento, que muitos ali presentes vestiam camisetas com dizeres de apoio ao ex-presidente Lula e outras figuras políticas com ideologia oposta à de Bolsonaro e também defendida pelo Movimento Brasil Livre.

O público apoiador de Bolsonaro na internet ironizou a expulsão de um conservador de um debate chamado "democrático", visto que, segundo os mesmos, não houve motivo para a expulsão de Felipe, já que não teria faltado com o respeito a nenhum outro participante ao expor suas opiniões.

Assista ao momento do debate em o estudante foi expulso logo abaixo: