#Jair Bolsonaro, deputado federal pelo PSC e pré-candidato à presidência da República nas eleições de 2018, gravou uma live em sua pagina no Facebook, na noite desta segunda-feira (6). O vídeo já tem meio milhão de visualizações e esse número só aumenta. O deputado defendeu o Exercito Brasileiro e apoiou a Polícia Militar do estado do Espírito Santo, dizendo que eles não optaram por entrar em greve e, sim, que familiares de alguns militares bloquearam a saída dos batalhões, impedindo assim que os policiais pudessem sair para exercer suas atividades normais.

O assunto se prolonga e o deputado faz mais acusações contra o governo que, segundo ele, não busca uma solução ou um canal direto com os policiais militares para uma solução rápida do caso.

Publicidade
Publicidade

O deputado cita também que o que está acontecendo com o estado do #Espirito Santo pode servir de alerta para aqueles que pregam a desmilitarização da Polícia Militar, mostrando como ficaria um caos o país caso isso acontecesse. Segundo o deputado, o governo tem que deixar de ser covarde, pois quer incluir os policiais, assim como o Exercito, na reforma previdenciária.

Ao citar o #Exército, Jair Bolsonaro disse: “Michel Temer, presidente da República, parabéns! Na hora da dor de barriga, você se lembra das Forças Armadas”. Em defesa do Exército, o deputado ainda disse que nunca um militar do alto escalão é chamado para assumir algum cargo no governo, pois os que ocupam essas posições, geralmente já são apadrinhados pelos que estão no poder. Jair agradeceu os militares que estão sempre prontos para servir a nação, mesmo com salários defasados e sem direito a hora extra, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e outros benefícios.

Publicidade

Jair Bolsonaro faz um apelo para que as autoridades militares do estado busquem uma maneira de resolver o caso o mais rápido possível, pois a população é a que mais está sofrendo com essa condição de terror. E que o governo não deixe cada estado resolver sua questão previdenciária. O deputado ficou à vontade durante o vídeo para desabafar, pois ele tem propostas de emendas que ainda esperam pela aprovação na Câmara dos Deputados, tais como a revogação do Estatuto do Desarmamento.