O Instituto Paraná Pesquisas divulgou pesquisa de intenção de votos para a Presidência da República, na última quarta-feira (15). Os resultados obtidos por Jair Bolsonaro ratificaram o que já havia sido divulgado pela pesquisa CNT/MDA dias antes.

O deputado federal aparece como nome forte para as eleições de 2018. Na região sul, o candidato do Partido Social Cristão (PSC) lidera os três cenários possíveis da pesquisa estimulada.

Cenários

Jair Bolsonaro teria 14% dos votos da região sul se as eleições fossem hoje. Na segunda posição, aparece Aécio Neves (PSDB), com 13,5%, e em seguida Lula (PT), com 13,4%.

No segundo cenário, quando o candidato tucano apresentado é Geraldo Alckmin, #bolsonaro continua na liderança, com 13,9% das intenções de votos.

Publicidade
Publicidade

Alckmin é o segundo colocado, com 13,8%. Lula aparece novamente na terceira posição, com 13,3%.

No terceiro cenário, Bolsonaro tem 14% dos votos – mesma quantidade alcançada por Lula. Marina Silva (Rede), com 13,5%, é a terceira colocada. Na quarta posição aparece João Dória (PSDB)

Nas regiões norte e centro-oeste, cujos resultados foram unificados, Bolsonaro sempre aparece na terceira posição nos três cenários pesquisados. Essa pesquisa mostra que a candidatura do parlamentar está consolidada em todo o Brasil.

No resultado geral, o deputado aparece na terceira posição, atrás de Lula e Marina Silva, e poderia estar ainda melhor se não fosse a inclusão de nomes que não devem se candidatar em 2018, como o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa.

Ponto fraco

A região em que #Jair Bolsonaro aparece com menos percentual de intenção de votos é a nordeste.

Publicidade

O deputado federal aparece sempre abaixo dos 10% nos três cenários pesquisados pelo Instituto Paraná Pesquisas.

Pesquisa

A pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisas ouviu 2.020 pessoas entre os dias 12 e 15 de fevereiro, em 146 municípios de todo o Brasil. Esta é mais uma pesquisa que confirma a ascensão de Jair Bolsonaro como o candidato da direita conservadora brasileira e preocupa setores mais progressistas do país. #Eleições 2018