Na eleição para presidência da Câmara, ocorrida a quarta-feira da semana passada (1º), Rodrigo Maia (DEM-RJ) conseguiu vencer no primeiro turno com 293 votos, para o biênio 2017-2018. Apesar da relevância do fato, uma situação isolada vem chamando atenção nos últimos dias. O reconhecido fotojornalista da capital federal Lula Marques fez uma foto de uma conversa no celular, via #WhatsApp, de um dos candidatos. Trata-se do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que teve apenas quatro votos, acabou deixando algumas dúvidas no ar na conversa com seu filho Eduardo Bolsonaro, também deputado federal (PSC-RJ).

"Se a imprensa te descobrir aí, e o que está fazendo, vão comer seu fígado e o meu.

Publicidade
Publicidade

Retorne imediatamente" , disse o pai. Jair parecia muito irritado com o filho na conversa por mensagens, principalmente pela ausência dele em um momento tão importante da política brasileira.

''Papel de filha da puta que está fazendo comigo, mais ainda, compre merdas por aí. Não vou te visitar na Papuda (prisão federal)'', reclamou.

Eduardo reconheceu o erro, mas justificou falando que se confundiu a data da eleição. E ao mesmo tempo não perdeu a oportunidade de cutucar o irmão e deixar claro que não gostou do sermão.

''Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho (Renan), calma lá”, respondeu.

Fotógrafo contestado nas redes sociais

Lula foi muito criticado nas redes sociais pelas informações passadas, principalmente pelos defensores do deputado.

Publicidade

Em resposta, ele explica o motivo pelo qual ainda não havia mostrado a conversa na íntegra: ''Em respeito aos meus amigos aqui no face que não gostam de ver pai xingando filho''.

Em seguida, publico a fotografia com toda a conversa na íntegra para quem quisesse ver. Confira a postam feita por Lula Marques em sua página no Facebook:

Mais polêmica

Esta situação não é a primeira polêmica da vida de #Jair Bolsonaro. Em diversos outros momentos ocorreram polêmicas que marcam a trajetória do então candidato a presidência da Câmara. Um dos mais marcantes é a discussão com a a deputada Maria do Rosário (RS), na qual um ofende o outro, e ele termina dizendo que ela não merecia ser estuprada por ser muito feia. #Rodrigo Maia