E a novela Sérgio Cabral ganhou um novo capítulo nesta terça (14), quando o ex-governador do Rio de Janeiro foi denunciado pela 4ª vez por mais 184 crimes de lavagem de dinheiro.

A denúncia foi feita pelo Ministério Público Federal (MPF) e aceita pela Justiça Federal, tornando assim o ex-político Sérgio Cabral Filho réu em novo desdobramento da Operação da Lava Jato.

Conforme noticiado pelo Jornal Nacional da TV Globo e pelo seu site de notícias G1, apenas em uma denúncia remetida à 7ª Vara Federal, Cabral foi responsabilizado por 184 crimes de lavagem de dinheiro juntamente com mais 10 pessoas, em uma quantia estimada em pouco mais de R$ 39 milhões.

Publicidade
Publicidade

Ainda na 7ª Vara, o ex-governador responde a dois outros processos e mais um na 13ª Vara Federal de Curitiba, onde o juiz responsável é Sérgio Moro.

Todas as informações sobre a nova denúncia foram publicadas pela assessoria de imprensa do Ministério Público Federal.

Os documentos apresentados são resultados da Operação Calicute e Eficiência.

A defesa da mulher de Cabral informou que só irá se manifestar no processo, já a de Sérgio Cabral, informou que não irá se manifestar. Os advogados de Carlos Miranda também não quiseram se manifestar. As demais defesas não foram localizadas.

A mesma operação também procurou o amigo do ex-governador, Eike Batista, que chegou a viajar para os Estados Unidos alegando compromissos empresariais. O milionário foi acusado de repassar cerca de US$ 18 milhões em remessas para o exterior.

Publicidade

Cabral que vem tendo momentos difíceis na cadeia. Sempre acostumado a comer comidas finas e desfrutar de locais de luxo, ele passou mal e chegou a desmaiar na cadeia na manhã de ontem (13), tendo que ser levado para a UPA existente dentro do presídio. O motivo do desmaio no entanto não foi divulgado.

Sérgio Cabral foi preso em novembro de 2016, período em que foi deflagrada a Operação Calicute, acusado de receber propina para fechar contratos com o Governo do Estado. Desde então, o marido de Adriana Ancelmo está encarcerado no Complexo de Gericinó. #lavajato #SérgioCabral #OperacaoCalicute