Foi definido, nesta quinta-feira (02), que o ministro Luiz Edson Fachin será o novo relator da Lava Jato na Corte. A decisão do Supremo Tribunal Federal (SFT) ocorreu por meio de um sorteio eletrônico, realizado entre os ministros que fazem parte da Segunda Turma. Esses ministros ficarão encarregados de realizar o julgamento dos inquéritos e recursos que estão ligados ao esquema de corrupção relacionados a Petrobras.

De acordo com o STF, o sorteio eletrônico foi realizado por um software que é programado para realizar sorteios de forma aleatória e equânime.

O novo ministro da Lava Jato vai ficar responsável por todos os processos que estavam sob responsabilidade de Teori Zavaski, que morreu em um acidente aéreo no mês passado.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a decisão, os ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski irão fazer parte da Segunda Turma, juntamente com o novo relator Luiz Edson Fachin. O relator é quem tem conhecimento dos casos e sabe até que ponto os investigados devem ser punidos, ele pode ainda arquivar algum pedido de inquérito e optar por encerrar as investigações.

Atualmente, o Supremo Tribunal Federal possui, em tramitação, cerca de 40 inquéritos e quase 100 delações premiadas que têm relação com a Lava Jato.

A ministra Cármen Lúcia, presidente da Corte, assinou homologação de 77 delações da Odebrecht durante o período que a operação não possuía delator.

O novo relator do Supremo Tribunal Federal

A ex-presidente Dilma Rousseff foi quem indicou Luiz Edson Fachin para o Supremo e o Senado aprovou seu nome em maio de 2015.

Publicidade

O novo relator é advogado de grande prestígio tanto no meio jurídico quanto acadêmico. Sua carreira como advogado foi construída no Paraná e, por causa de sua atuação no Direito Civil e de Família, ele recebeu o reconhecimento.

Fachin se considera “progressista”, e católico praticante. O magistrado expôs algumas de suas ideias Em relação à família e à questão agrária, ao ser analisado para a cadeira na Suprema Corte no Senado. #lavajato #novoRelator