Neste sábado (11), a revista "Veja" publicou detalhes sobre o depoimento do ex-presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, um dos empresários envolvidos no esquema fraudulento da Petrobras. O conteúdo traz à tona informações a respeito da cobertura/Tríplex, localizado na praia do Guarujá, em São Paulo. Categórico, Pinheiro confirmou que o imóvel foi um presente destinado a agradar o ex-presidente #Lula.

Entenda o ocorrido

O empreiteiro, que se encontra preso e negociando um acordo de delação premiada, confessou que em 2010 o ex-presidente Lula havia manifestado interesse na aquisição de um imóvel no Guarujá. A notícia foi transmitida pelo ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), João Vaccari Neto, que solicitou imediatamente a OAS a reserva de uma unidade estilo cobertura 'Tríplex', para o ex-presidente.

Publicidade
Publicidade

A negociação foi feita tranquilamente, sem mencionar valores e nem tampouco as condições para o pagamento, ou seja, não houve questionamentos com relação ao financiamento do imóvel, uma vez que o prédio ainda estava em construção. Provavelmente, segundo a reportagem, não existiu pagamento, pelo menos da forma convencional.

O delator ressaltou que o imóvel seria uma espécie de abatimento "dos créditos que o PT tinha a receber por conta das vantagens indevidas (propinas) em obras da OAS na Petrobras”, afirmou Léo Pinheiro na publicação da revista.

Em nota, a defesa de Lula reafirmou que as suspeitas de #Corrupção que tramitam em desfavor do ex-presidente não são verídicas e não "tinham fundamentos". Alegaram ainda que o petista, em 2005, assinou um contrato para a aquisição do imóvel naquele mesmo edifício, informando que necessariamente não seria um tríplex.

Publicidade

Os investigadores localizaram a "proposta de adesão" a qual foi submetida ao exame pericial à pedido do juiz responsável pela Operação #Lava Jato, Sérgio Moro. A análise contradiz a versão de Lula ao concluir que o documento havia vários rabiscos, inclusive quanto ao número da unidade, que antes era 174 e passou para 141. Em tese, deixou de ser um tríplex, se tornando apenas em um apartamento 'standard'.