A página oficial no Facebook da deputada federal Maria do Rosário Nunes (#PT-RS) tem sido alvo de um fenômeno incomum e bastante agressivo.

Nessa terça-feira, dia 7 de fevereiro, a parlamentar fez uma publicação em repúdio à notícia que de 40% das vagas do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) seriam cortadas esse ano pelo Ministério da Educação. Este ano, o FIES abriu inscrições para 150 mil vagas, sendo que no ano passado o Ministério da Educação ofereceu nada menos do que 250 mil. Na publicação feita por #Maria do Rosário, sua equipe comentava que o "Governo Temer é nota 10 em má notícia" e acusou o MEC que prejudicar milhares de estudantes.

Publicidade
Publicidade

Porém, ao invés de palavras de apoio nos comentários da publicação, a maioria das reações à postagem da parlamentar eram de desaprovação, apoio ao governo Temer, que foi criticado por Maria do Rosário, além de acusações de hipocrisia e comparações dos cortes do Ministério da Educação com diversos cortes feitos no governo Dilma, do mesmo partido de Maria do Rosário.

"Legal foi a Dilmanta, que cortou R$ 10 bilhões da educação e reduziu o Fies em 50%. Não me lembro de ver a senhora e outros esquerdalhas protestarem. A "Pátria Educadora" foi um sucesso, né?! ", dizia o primeiro e mais curtido comentário. Outros muitos mantinham o mesmo tom de crítica ou de sarcasmo.

Mas esta publicação não é um incidente isolado entre as publicações da deputada petista. Há poucos dias, Maria do Rosário agradeceu os quase 200 mil seguidores que tem no Facebook e virou piada para os mesmos, recebendo uma enxurrada de declarações de pessoas que diziam apenas segui-la para "ficar de olho" nas ações da mesma, além de dirigir-lhe comentários violentos.

Publicidade

Isso tem se repetido em quaisquer postagens da deputada e observa-se um padrão: Ainda que tenha o apoio de alguns seguidores, a maioria dos comentário e, geralmente os mais curtidos, utilizam-se de ironia e risadas para comparar quaisquer críticas feitas por Maria do Rosário às ações de governos do mesmo partido. Outros muitos usam o espaço de comentários para demonstrar apoio ao pré-candidato à presidência em 2018 Jair Bolsonaro, com quem Maria do Rosário teve desentendimentos, chegando a processá-lo por injúria e apologia ao crime.

Nos últimos 3 dias, a página na rede social fez 8 publicações sobre temas diversos, nas quais ao menos em metade observa-se mais comentários de desaprovação do que de apoio. Mais recentemente, muitos destes criticaram duramente a falta de comentários da deputada sobre a situação no estado do Espírito Santo, que enfrenta greve de policiais militares e intensa violência que aterroriza o país inteiro.

Observe abaixo:

#bolsonaro