A ex-primeira-dama do país, Marisa Letícia, teve constatada pelos médicos do Hospital Sírio-Libanês, a sua morte cerebral, devido a um sério acidente vascular cerebral (AVC), do tipo hemorrágico, sofrido há alguns dias. Entretanto. além da dor da família #Lula da Silva, uma polêmica foi levantada sobre o sigilo profissional dos médicos. Dona Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está internada há pelo menos dez dias em um dos mais renomados hospitais da cidade de São Paulo.

Uma das médicas da equipe que cuida da #Saúde da ex-primeira-dama feriu o Código de Ética Médica, ao compartilhar informações sigilosas sobre o real estado de saúde de Marisa, em grupos de terceiros no Whatsapp.

Publicidade
Publicidade

O grupo era composto por antigos colegas de faculdade e as mensagens da médica forneciam informações sobre o estado de saúde da esposa de Lula, como por exemplo, o diagnóstico dado pelos médicos da equipe e o período de internação da paciente. A médica que passou as informações, inclusive de momentos em que a dona Marisa Letícia estava sendo transferida para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), é Gabriela Munhoz, de 31 anos de idade. O Hospital Sírio-Libanês emitiu uma nota, informando que a médica Gabriela fora demitida, devido ao compartilhamento de informações de caráter sigiloso sobre a saúde da paciente, embora não tenha especificado a data que isso tenha realmente ocorrido. Já o hospital em boletins médicos não divulgava informações técnicas sobre a gravidade do diagnóstico da paciente.

Publicidade

A equipe médica somente relatava que se tratava de um caso grave de hemorragia cerebral, devido a um aneurisma. Marisa Letícia está internada desde o dia 24 e os médicos verificaram que não existe mais fluxo cerebral, acarretando uma piora drástica em seu caso.

Problemas com a Lava-Jato

Tanto a ex-primeira-dama Marisa Letícia, quanto o ex-presidente Lula, se tornaram réus no âmbito da Operação Lava-Jato, em denúncia aceita pelo juiz Sérgio Moro, pela acusação de crimes de corrupção. A Lava-Jato é a maior operação deflagrada no Brasil, que apura escândalos de desvios bilionários dos cofres públicos da Petrobras e é conduzida pelo juiz Sérgio Moro, a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no Paraná. #Lava Jato