Nessa quarta-feira, 2, militantes da extrema direita comemoraram a morte de #Marisa Letícia, deixando centenas de publicações na internet. Por outro lado, militantes do Partido dos Trabalhadores hostilizaram o presidente da República, #Michel Temer, no momento em que ele foi visitar o ex-presidente #Lula, no hospital.

Mesmo sendo criticado pelo petista nos últimos meses, Michel Temer deixou as diferenças políticas de lado e foi conversar com Lula. Fato semelhante aconteceu mais cedo, quando Fernando Henrique esteve no hospital e abraçou o ex-presidente.

Os militantes chamaram Temer e seus ministros de golpistas, além de acusarem Sérgio Moro e a TV Globo de terem ‘assassinado’ Marisa.

Publicidade
Publicidade

A ex-primeira dama estava internada há uma semana, após sofrer um AVC.

No hospital, Temer foi acompanhado de vários ministros, do novo presidente do Senado e de José Sarney. O político foi bem recebido no hospital, mas os militantes entonaram gritos com palavras de baixo calão ao vê-los. Uma corrente de segurança foi feita para que o presidente da República pudesse adentrar a unidade hospitalar em segurança, junto com sua comitiva.

A reação ao estado de saúde de Marisa Letícia

Foi na madrugada dessa quarta-feira, 2, que vazaram informações de que o quadro de saúde de Marisa era irreversível. No início da tarde, foi constatada a morte cerebral da ex-primeira dama. Apesar da constatação, ela só será dada como morta após 18 horas da morte cerebral, ocasião em que os médicos irão retirar os órgãos de Marisa, para doação, e desligarão os aparelhos que estão mantendo-a viva.

Publicidade

Desde que o assunto se tornou público, milhares de pessoas usaram a fatalidade para brigarem por motivos políticos na internet. O ato foi criticado por jornalistas e políticos de diferentes partidos. Durante sessão da Câmara, foi realizado um minuto de silêncio e a bancada do PSDB prestou condolências para os familiares da ex-primeira dama.

Políticos do PT prestaram homenagens e pela internet, personalidades públicas do mundo político e artístico, lamentaram a perda e demonstraram seus sentimentos ao ex-presidente, inclusive pessoas de ideologia política distinta ao petista.