No último dia 9, quinta-feira, a página de apoio a #Ciro Gomes, ex-governador do Ceará e ex-ministro de Lula, postou um vídeo do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) onde o mesmo se mantinha em silêncio, com a seguinte legenda: "Todo mundo sabe que não concordamos com Bolsonaro, mas nossa, finalmente ele não falou m****. Compartilhe e marque seu amigo pra ver ele mitando de verdade."

O vídeo foi recorde de comentários e compartilhamentos na página, no entanto, a maioria deles foi coberto por críticas e piadas sobre a possível candidatura de Ciro Gomes à presidência do Brasil, em 2018. As piadas giram em torno, principalmente, da falta de expressão que o ex-ministro vem apresentando nas últimas pesquisas e pela baixa popularidade.

Publicidade
Publicidade

Segundo a recente pesquisa espontânea do Datafolha, de dezembro do ano passado, Ciro ficou em penúltimo lugar, enquanto #bolsonaro ficou em 2º, logo atrás de Lula, vencendo Marina Silva e Aécio Neves.

Você pode ver alguns dos comentários abaixo:

"É o que te sobra Ciro Gomes, tentar de qualquer maneira denegrir a imagem do Bolsonaro! Isso se chama desespero!!! Guarda os teus argumentos para dar explicações ao Juiz Sérgio Moro logo após perderes o foro privilegiado, sua raposa velha!!!!", comentou Rafael Nascimento.

"Ciro é muito insignificante. O teste de popularidade é inigualável. Jair Messias Bolsonaro é o tipo de candidato ao qual foge do esteriótipo desses que esse tal Ciro Gomes fez parte por anos. Ciro significa retrocesso e nem no segundo turno ele fará alguma diferença, para ambos os lados.

Publicidade

Ciro, o que você faz de melhor é agredir e ameaçar os cidadãos dessa cidade ao qual você acha ser o dono", comentou Cristiano Silva.

A postagem já contém mais de 7 mil comentários, onde a maioria é de apoio a Jair Bolsonaro. O ex-ministro já deixou clara sua intenção em se candidatar às eleições presidenciais em 2018 logo após se filiar ao PDT, porém, muitos eleitores consideram que Ciro só está tentando substituir o lugar e Lula.

Você pode conferir a postagem logo abaixo:

#Facebook