Se o juiz federal Sérgio Moro decidisse se candidatar para as eleições de 2018 à Presidência do Brasil, ele seria um forte candidato a derrotar qualquer político que se candidatasse ao cargo. Uma #pesquisa da consultoria Ipsos antecipada à BBC Brasil mostra que a popularidade de Sérgio Moro disparou nos últimos meses. E o aumento de sua popularidade vai em contraste com o aumento da rejeição à políticos.

A pesquisa envolveu cinco regiões do Brasil e entrevistou 1.200 pessoas para saber a opinião delas sobre 20 personalidades do mundo jurídico e político brasileiro . Apenas Moro teve apoio da maioria, recebendo 65% de aprovação pelo seu excelente trabalho frente à Operação Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

Na pesquisa anterior do instituto, Moro era desconhecido, mas com as investidas da Lava Jato contra os políticos corruptos, ele ganhou notoriedade. De acordo com informações do diretor responsável da pesquisa, Danilo Cersosimo, o juiz é um grande símbolo do combate a tudo que está errado dentro da política brasileira.

Rejeição dos políticos

Enquanto Moro dispara e se torna um exemplo de dignidade nas funções públicas, outros políticos têm piorado o seu ranking em aceitação dos seus trabalhos. O presidente Michel Temer cada dia que passa cai mais nas pesquisas, está com 78% de desaprovação. O presidente só ganha em popularidade do ex-deputado Eduardo Cunha e do ex-presidente do Senado Renan Calheiros.

O ex-presidente #Lula também possui alto nível de desaprovação, alcançando 66%. Através dessa pesquisa pode-se ver o grande "abismo" que existe entre Moro e Lula.

Publicidade

Segundo especialistas, Lula pode até conseguir chegar ao segundo turno na próxima eleição, porém, ele não conseguirá vencer, já que a corrupção do PT deflagrada na Lava Jato tirou as boas impressões das pessoas com a figura do ex-presidente.

Confiança

Os protestos diminuíram bastante neste ano. O motivo disso pode ser a confiança que as pessoas colocaram nos trabalhos de Sérgio Moro. Na concepção de todos, A Lava Jato está fazendo o papel perfeitamente bem e não há necessidade de ir às ruas, pelo menos agora.

Na pesquisa, outras duas personalidades que aparecem atrás de Moro com boas aprovações é a presidente do Supremo Tribunal Federal , Cármen Lúcia, com 33% e o ministro Joaquim Barbosa com 48%. #SérgioMoro