Não adianta puxar os cabelos, se desesperar, fazer biquinho. Mulher sofre todo mês para superar aquele aborrecimento que tem nome bem famoso: #Menstruação. A palavra é latina e quer dizer menses, que significa mensal. É o sangramento que ocorre em espaços que variam de 25 a 35 dias, nomeado período menstrual.

Publicidade

Apesar do grande número de mulheres achar um período chato e nojento, a menstruação é um marco muito importante na vida que transforma a menina em uma mulher. Estabelece o começo da fase reprodutiva, a partir deste instante se pode ter filhos.

Em algumas mulheres acontece mais cedo, para outras, depois. A primeira (chamada menarca) acontece, em média, entre 11 e 13 anos, podendo variar entre 9 e 16. Nos dois primeiros anos, os ciclos são irregulares. Com o passar do tempo, os hormônios se balanceiam, e o ciclo se normaliza, com intervalos, em média, de 28 dias.

A menstruação é a resposta que o organismo dá indicando que o óvulo - desprendido do ovário todo mês - não foi fecundado pelo espermatozoide.

Ele para no útero e é anulado com um pouco de revestimento, de muco e de sangue que fica aglomerado para aguardar o bebê. Portanto, esse sangue é higiênico!

O deputado federal Carlos Bezerra (PMDB-MT) é o autor de um projeto de lei que concede às mulheres faltarem três dias de trabalho durante a menstruação. O PL prevê que as colaboradoras possam utilizar o privilégio mensalmente, entretanto, elas terão que recuperar as horas perdidas depois.

Em 2016, uma empresa britânia estabeleceu implementar um recurso semelhante , oferecendo dois dias de “licença-menstrual” às mulheres.

Na China, a província de Ningxia já tornou isso em lei.

Segundo Bezerra, a medida tem fundamento científico, pelo motivo de estar comprovado que as mulheres não produzem o suficiente no trabalho quando estão nesse período menstrual. E todos sabemos que isso é realmente é verdade, principalmente quando tem cólica envolvida!

O #deputado defende que as empresas inclusive até sairiam ganhando com isso, já que as horas trabalhadas seriam recuperadas nos dias em que a produtividade não está comprometida.