Na manhã desta última quinta-feira (16), o senador e presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) diz que foi agredido verbalmente quando estava no aeroporto de Boa Vista. Segundo Jucá, quem o agrediu foi um candidato que acabou derrotado nas eleições de 2016, Jefferson Alves. Aos gritos, manifestantes mostraram indignação ao lembrarem que Jucá está com o nome envolvido em #Corrupção pela Operação #Lava Jato.

A Proposta de Emenda a Constitucional (PEC), proposta por Jucá, também foi o motivo de "xingamentos" ao senador. Manifestantes se irritaram pela tentativa do senador impedir parlamentares da linha sucessória à Presidência da República de serem investigados por crimes cometidos antes de assumirem o atual mandato.

Publicidade
Publicidade

Jefferson Alves estaria no aeroporto esperando o ex-senador Telmário Mota, ele iria desembarcar no mesmo voo que Jucá. Em nota, o presidente do PMDB disse que Telmário é seu adversário político, e foi acusado de agredir sua amante, mas Procuradoria-Geral da República estaria investigando o caso. A agressão verbal contra Jucá partiu de Jefferson.

Veja a seguir o vídeo mostrando o momento do encontro entre adversários.

Investigações Lava Jato

O ex-diretor da empreiteira Odebrecht, Cláudio Melo Filho citou em delação premiada Romero Jucá. Com o apelido de "Caju", o líder do governo teria repassado valores para seu partido político sendo considerado um "patrocinador" de uma "intensa agenda legislativa", beneficiando a Odebrecht. O delator disse que tinha privilégios com Jucá, podendo entrar em contato com ele sempre que quisesse, mesmo com seu gabinete político lotado, devido o esquema envolver dinheiro.

Publicidade

Jucá é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por tentar obstruir as investigações da Lava Jato. A proposta de PEC causou polêmica porque "libertava" os presidentes da Câmara e do Senado de serem investigados por crimes cometidos antes de assumirem o mandato. O senador acabou recuando e desistiu da emenda por causa de toda a turbulência causada, e por um pedido de Eunício Oliveira (PMDB-CE). #Romero Jucá